Esporte

Presidente do COI diz que modelo financeiro dos Jogos teve duro teste no Rio

04/08/2016 16h15

Rio de Janeiro, 4 ago (EFE).- O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, admitiu que o modelo de organização dos Jogos Olímpicos passou por um "duro teste" no Rio de Janeiro e que espera não passar por isso novamente no futuro.

"O Brasil vive a pior crise de sua história e está diante de terríveis desafios, mas os senhores viram que esta cidade, este país e este comitê organizador conseguiram, acima de tudo, transformar o Rio de Janeiro. Em meio a esses tempos difíceis, o COI mostrou sua solidariedade, sua parceria", ressaltou Bach.

O dirigente alemão respondia a questionamento sobre a legitimidade da realização dos Jogos Olímpicos num país que vive uma crise econômica, política e até sanitária como a do Brasil, em coletiva realizada após a reunião do COI que antecede a abertura oficial do evento.

"Estamos todos empolgados com a cerimônia de sexta-feira, quando os atletas e o esporte assumirão o protagonismo e daremos lhes daremos as boas-vindas. É normal termos de enfrentar os últimos desafios antes dos Jogos, e a parceria com o Rio vai muito bem. Confiamos plenamente que esses últimos problemas serão resolvidos para podermos realizar Jogos magníficos aqui", encerrou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo