Topo

Esporte

Pelé não acendeu pira olímpica por motivo de saúde, diz Comitê do Rio 2016

06/08/2016 15h11

Rio de Janeiro, 6 ago (EFE).- O Comitê Organizador do Rio 2016 explicou neste sábado que Pelé foi convidado a acender a pira olímpica na cerimônia de abertura, mas recusou por motivos de saúde, e que o ex-presidente da Fifa João Havelange, também convidado a estar no evento, não assistirá a nenhuma competição.

"O presidente (do comitê) Carlos Arthur Nuzman convidou Pelé e ele nos informou que acabava de sair de uma operação cirúrgica. Dissemos que oferecíamos uma atenção especial e optamos por esperar até o final. O vimos recentemente quando a tocha foi a Santos e ele parecia estar bem de saúde. Mas seu médico considerou que ele deveria tomar mais cuidado", disse o porta-voz da organização dos Jogos Olímpicos de 2016, Mario Andrada.

"Uma cerimônia tão longa não seria boa para a saúde dele. Pelé não tem que estar presente para ser percebido como uma grande personalidade", explicou o porta-voz.

Andrada também revelou que Havelange, que completou 100 anos neste ano, não aceitou o convite para assistir à cerimônia de abertura e "não deve assistir a nenhum evento".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte