Esporte

Érika Miranda vacila no fim, perde para chinesa e vai à repescagem no judô

07/08/2016 12h54

Rio de Janeiro, 7 ago (EFE).- Uma das principais esperanças de ouro para o Brasil nos Jogos Olímpicos de 2016, a judoca Érika Miranda foi derrotada pela chinesa Ma Yingman, atual vice-campeã asiática, nas quartas de final da categoria meio-leve (até 52kg), mas ainda tem chances de conquistar o bronze na repescagem.

As duas adversárias iniciaram a luta se estudando, esperando o melhor momento para aplicar um golpe certeiro. Com dois minutos de combate, então, Érika passou a pressionar, conseguiu um shido para a chinesa, punida por falta de agressividade.

Apoiada pela torcida que lotou a Arena Carioca 2, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, a brasileira partiu para tentar decidir a luta sem precisar da punição à adversária. A chinesa conseguiu bloquear duas tentativas de golpes de Érika. Na terceira investida, porém, faltando apenas 13 segundos para o fim da luta, se antecipou, aplicou um ouchi-gari e obteve um wazari.

Sem tempo no cronômetro para reagir, a brasileira acabou derrotada de forma precoce, mas ainda tem chances de medalha no torneio olímpico de judô. Na repescagem, que vale vaga na disputa pelo bronze, Érika enfrentará a romena Andreea Chitu, que foi superada pela italiana Odette Giuffrida nas quartas de final.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo