Esporte

Toldo revela frustração por não levar medalha no florete nos Jogos do Rio

07/08/2016 15h08

Rio de Janeiro, 7 ago (EFE).- Dividido entre a felicidade de ter igualado a melhor participação do Brasil na história da competição de florete na esgrima nos Jogos Olímpicos e a frustração de ter sido eliminado nas quartas de final, tão perto da inédita medalha do país na modalidade, o gaúcho Guilherme Toldo avaliou positivamente e agradeceu o apoio da torcida que transformou a Arena Carioca 3 em um verdadeiro caldeirão neste domingo.

"Fico feliz que eu pude ir longe, dar meu melhor, mas, como eu tinha falado anteriormente, é óbvio que tem uma parte ruim disso. Estou contente de ter jogado bem, ter mostrado uma baita postura, que era o que eu tinha me proposto a fazer. Mas, chegando tão longe, é a gente quer sempre a medalha", disse o esgrimista, que repetiu o feito de ontem da italiana naturalizada brasileira Nathalie Moellhausen e também ficou entre os oito melhores de sua competição.

"Ninguém vem para passear nos Jogos Olímpicos. Vim para ganhar uma medalha, assim como todo mundo, mas não consegui. Mas fico tranquilo, porque eu consegui avançar como eu tinha colocado como meu objetivo. Agora, é bola para frente", frisou Toldo.

O gaúcho, de apenas 23 anos, também se disse impressionado com a participação do público na Arena Carioca 3. No duelo decisivo contra o italiano Danielle Garozzo, vice-campeão europeu em 2015, os torcedores ignoraram os pedidos de silêncio da organização e vibraram com cada toque obtido pelo brasileiro.

"Nunca competi com um público desse. Eu estava comentando com os outros atletas que nem em Londres foi tão caloroso como aqui. Os Jogos Olímpicos são assim. É isso que traz um diferencial para essa prova. Senão seria igual qualquer outra, o formato é o mesmo, os atletas também", destacou Toldo, revelando que irá torcer por seu carrasco italiano na disputa de medalhas na modalidade.

"A gente treina todos os dias juntos na Itália, temos o mesmo mestre, nos conhecemos bastante. Treinamos bastante tempo juntos. Óbvio que eu fico triste, porque não gosto de perder, mas vou colocar todas as minhas fichas nele. Ele é um cara que se esforça muito e merece estar entre os quatro melhores. Uma pena é que eu tenha ficado pelo caminho", afirmou o gaúcho.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo