Topo

Esporte

Del Potro vibra com vitória sobre Djokovic: "O impossível não existe"

08/08/2016 02h01

Rio de Janeiro, 7 ago (EFE).- Sem tirar em momento algum o sorriso peculiar na zona mista do Centro Olímpico de Tênis, o argentino Juan Martín del Potro comemorou bastante a vitória deste domingo sobre o sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo, na estreia nos Jogos do Rio de Janeiro.

"O impossível não existe. Ontem, foi a Paula (Pareto, ouro no judô) fez, e hoje venci um grande jogo contra o melhor tenista do mundo. Enfrentar o número 1 é especial, e fui pegando confiança com minha direita entrando, assim como o saque. Arrisquei no tie-break e funcionou", vibrou 'Delpo'.

O ex-número 4 do mundo e atual 141º colocado do ranking da ATP não escondeu a emoção com o resultado, obtido depois de uma dura luta com uma série de problemas no punho esquerdo, que o afastaram do circuito por dois anos e quase o fizeram desistir da carreira.

"Hoje voltei a chorar muito, como quando tive de operar meu punho. Mas desta vez foi de felicidade. É uma sensação difícil de se descrever", disse.

"É um momento espetacular que parecia impossível diante de minha lesão. Não esperava bater o Novak nesta noite, foi incrível. Senti que voltei a jogar tênis, e quero agradecer a todos. Estou fazendo um esforço muito grande para voltar ao meu nível", acrescentou.

Não foi só o argentino quem se emocionou. Djokovic, que tem apenas um bronze olímpico, obtido em 2008, chorou bastante após a eliminação.

"Djokovic é um grande campeão e um amigo do circuito. Sei o quanto os Jogos são importantes para ele, assim como a medalha de ouro, mas ele também sabe o esforço que fiz. Temos um grande respeito um pelo outro e uma boa relação", descreveu.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte