Esporte

Pombo contesta arbitragem em derrota, mas exalta torcida: "tatame tremeu"

08/08/2016 12h09

Rio de Janeiro, 8 ago (EFE).- Derrotado faltando apenas quatro segundos para o fim de sua estreia nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o judoca paulista Alex Pombo contestou a arbitragem na eliminação para o chinês Saiyinjirigala, mas exaltou a festa da torcida brasileira na Arena Carioca 2 nesta segunda-feira.

"No primeiro momento, consegui defender o golpe do chinês e fui puxá-lo para guarda para fazer o trabalho de solo, mas o juiz acabou considerando como uma sequência do golpe e deu o yuko. Fiquei um pouco revoltado. Estava bem na luta, me sentindo bem. Foi um descuido. A gente deixa a dúvida para o árbitro, mas ele acabou dando a pontuação", afirmou o atleta sobre a decisão, também contestada pelos torcedores, que vaiaram a arbitragem.

Pressionado desde o início do duelo pelo brasileiro, o chinês pouco atacou durante os cinco minutos regulamentares de luta, o que, na opinião de Pombo, deveria ter valido uma punição.

"Ele estava fazendo entradas falsas, que não me desestabilizavam. Acredito que ele poderia ter levado uma punição", disse o judoca, celebrando, porém, o público brasileiro na Arena Carioca 2.

"Foi uma energia muito boa. O tatame chegava até a tremer com a torcida gritando meu nome, me empurrando o tempo todo durante a luta. Acredito que isso ajudou bastante. Foi a primeira vez que eu vi isso acontecer", destacou.

A equipe de judô do Brasil vem decepcionando nos Jogos do Rio de Janeiro. Uma das principais esperanças de medalhas do país, nenhum dos quatro atletas, além de Pombo, que participaram do torneio olímpico até o momento conseguiu chegar ao pódio. Quem ficou mais perto foi Érika Miranda, derrotada ontem na disputa pelo bronze da categoria meio-leve (até 52kg) pela japonesa Misato Nakamura.

A história pode mudar ainda hoje com Rafaela Silva, que obteve duas grandes vitórias na categoria leve (até 57kg) e duelará contra a húngara Hedvig Karakas por uma vaga nas semifinais, mantendo o vivo o sonho da primeira medalha brasileira no judô no Rio de Janeiro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo