Esporte

Porta-bandeira da Namíbia na Abertura do Rio 2016 é preso acusado de estupro

08/08/2016 11h56

Rio de Janeiro, 8 ago (EFE).- O boxeador Jonas Junius Jonas, porta-bandeira da Namíbia na Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro foi preso na noite deste domingo, acusado de tentativa de estupro, no segundo caso semelhante ocorrido na Vila dos Atletas.

De acordo com informaçãos confirmadas à Agência Efe pela Polícia Civil, o atleta tentou beijar uma camareira nas instalações do alojamento dos esportistas que participam do evento. Em seguida, o pugilista namibiano ofereceu dinheiro em troca de relações sexuais com a vítima.

Na semana passada, outro boxeador, o marroquinho Hassan Saada foi preso sob a mesma acusação, feita por duas camareiras. O lutador foi conduzido diretamente para o complexo penitenciário de Bangu e ficou fora dos Jogos.

Junius Jonas, por sua vez, tem compromisso olímpico marcado para esta quinta-feira, na categoria peso meio-médio ligeiro (até 64kg), do torneio de boxe. A estreia do atleta está marcada para às 18h (horário de Brasília), contra o francês Hassan Amzile.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo