Esporte

Sasaki pede que investimento na ginástica seja mantido após Jogos Olímpicos

08/08/2016 20h35

Rio de Janeiro, 8 ago (EFE).- Sérgio Sasaki pediu nesta segunda-feira que a estrutura montada para a ginástica artística brasileira disputar os Jogos Olímpicos seja mantida para que o sexto lugar conquistado no masculino por equipes seja melhorado e os atletas do país cheguem ao topo do mundo na modalidade.

"Não é de hoje, de ontem. Esses países ganham do Brasil na ginástica há anos. Estamos começando a incomodar agora. Se continuar com esse investimento, pode ser que daqui a quatro, três ou até um ciclo a gente comece a incomodar mais. Essa estrutura tem que continuar", disse o ginasta.

Sasaki admitiu que a esperança de medalha era pequena, mas destacou a regularidade dos atletas do país, que não sentiram a pressão de atuar em casa, nem mesmo se intimidaram diante de rivais como o Japão, que saiu com o ouro, Rússia e China, prata e bronze, respectivamente, Grã-Bretanha, Estados Unidos, Alemanha e Ucrânia.

"Saio satisfeito, porque a gente começou a incomodar essa galera agora. Eles sabem quem é o Brasil agora. Antigamente não sabiam. Hoje, no acerto de todo mundo, a gente não podia ganhar, mas se eles errassem, a gente poderia chegar", garantiu o atleta.

Protagonista de queda no solo, já na penúltima rotação, Sasaki admitiu que sente dores, que vai fazer fisioterapia e espera estar bem para a final do individual geral, que acontecerá nesta quarta-feira. Além disso, o atleta admitiu que espera estar mais tranquilo na próxima disputa de medalha.

"Quando eu compito por equipes, eu me sinto um pouco mais nervoso, um pouco mais tenso, porque de certa forma eu compito nos seis aparelhos. A minha cobrança é maior, porque eu sei que posso fazer a diferença para o Brasil", justificou-se.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo