Esporte

Bruno e Soares perdem para romenos e voltam a cair nas quartas na Olimpíada

09/08/2016 21h28

Rio de Janeiro, 9 ago (EFE).- Esperanças de medalha para o Brasil e cabeças de chave número 3, Bruno Soares e Marcelo Melo deram adeus à chave de duplas do torneio de tênis dos Jogos Olímpicos pela segunda vez seguida ao perderem para os romenos Florin Mergea e Horia Tecau por 2 sets a 1, com parciais de 6-4, 5-7 e 6-2.

Assim como em Londres, onde perderam para os franceses Michaël Llodra e Jo-Wilfried Tsonga, a equipe mineira caiu a um passo das semifinais e dá briga por medalha, desta vez mesmo com apoio maciço dos torcedores na Quadra 1 do Centro Olímpico de Tênis.

Marcelo Melo ainda terá uma nova chance de subir ao pódio nas duplas mistas, em que jogará com Teliana Pereira. No entanto, o sorteio não foi bom para o mineiro e a pernambucana, que enfrentarão logo na estreia os primeiros cabeças de chave, os franceses Nicolás Mahut e Caroline Garcia, que bateu a brasileira em simples.

Na luta por um lugar na decisão, Mergea e Tecau medirão forças com os americanos Steve Johnson e Jack Sock, que levaram a melhor sobre os espanhóis Roberto Bautista-Agut e David Ferrer.

Começaram com quebra contra em saque de Marcelo em bela devolução de Mergea. A partir de então, houve uma sequência de serviços bem executados e confirmados com certa tranquilidade de lado a lado. Sem que houvesse novos break points ou mesmo "deuce", os romenos fecharam em 6-4 após 32 minutos.

O panorama continuou o mesmo, com eficiência por parte de quem sacava. A torcida ia se tornando mais participativa, e entrou de vez no jogo em um desafio mal pedido por Mergea, que permitiu a Melo confirmar e fazer 4-3.

O público ficou tenso quando Tecau descolou uma devolução brilhante e deixou Bruno em 30-30 no serviço. No entanto, a equipe da casa escapou com duas bolas seguidas dos visitantes na rede.

A passagem da dupla da Romênia pelo saque era mais tranquila, mas eram os brasileiros que iam à frente no placar por servirem antes. Mergea então sentiu a pressão de ter a missão de levar ao tie-break e, mesmo salvando um break point, foi quebrado, e os mineiros empataram com um 7-5 em 42 minutos.

Porém, a tensão não passou por muito tempo, e logo de cara Bruno teve de sair de um 0-40 no terceiro set. Marcelo também enfrentou problemas, mas, ao contrário do parceiro, não conseguiu escapar.

O drama ficou ainda maior quando Bruno sacou em 30-40 e marcou um ace, mas o desafio apontou bola fora. Logo em seguida, o número 8 do mundo nas duplas cometeu dupla falta, e o placar passou a apontar 4-1.

A derrota então se tornou uma questão de tempo. A parcial seguiu serviço a serviço até Mergea sacar para a vitória. Os brasileiros ainda transformaram um 40-0 em "iguais", mas caíram logo depois.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo