Esporte

China adota postura nacionalista sobre a polêmica entre Horton e Sun Yang

09/08/2016 04h00

Pequim, 9 ago (EFE).- As redes sociais e a imprensa da China adotaram posturas fundamentalmente nacionalistas diante da polêmica entre os nadadores Mack Horton, da Austrália, e o chinês Sun Yang, especialmente após a recusa do lado australiano de pedir desculpas por ter chamado de "dopado" o nadador asiático.

A hashtag "Horton, peça perdão a Sun Yang" foi até o momento compartilhada 69 milhões de vezes no Weibo, o Twitter chinês, onde, longe de diminuir a tempestade, os usuários ainda comentam bastante a disputa entre os nadadores.

Sobretudo depois que Horton ter admitido ao jornal australiano "Sydney Morning Herald" que chamar Sun Yang de "dopado" foi uma manobra deliberada para enfraquecer psicologicamente seu principal rival, segundo publica nesta terça-feira o jornal oficial chinês "Global Times".

Horton, acrescenta o jornal chinês, teve que fechar sua conta no Instagram devido à chuva de críticas.

A controvérsia gira em torno de um incidente que ocorreu ontem na piscina de aquecimento dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, quando Horton disse sobre Sun: "Me chamou para dizer olá e eu não ouvi porque não tenho tempo para dopados".

As palavras de Horton se referem à punição de três meses que o chinês pegou em 2014 após dar positivo por trimetazidina. O nadador asiático argumentou que foi devido a um remédio para por umas palpitações e que não sabia que esta substância figurava entre as proibidas.

Sobre a polêmica entre os nadadores, a agência oficial "Xinhua" publicou ontem um artigo onde assegurava que a Associação de Natação da China tinha solicitado ao seu colega australiano que pedisse desculpas porque as palavras de Horton são um "ataque pessoal" e "danificam as relações entre as associações de ambos países".

No entanto, Kitty Chiller, chefe de missão da equipe olímpica australiana, afirmou que não tem que se desculpar pelas palavras de Horton, e disse que todos os atletas australianos "têm o direito de se expressar".

Embora nas redes sociais chinesas há uma maioria arrasadora querendo que Horton peça desculpas, uma minoria de usuários pedem calma e que o assunto não seja utilizado como desculpa para criar uma onda nacionalista.

Yang Zao, um pesquisador da Academia de Ciências Sociais da China, publicou um comentário em sua conta no WeChat onde afirma que "a população chinesa é demais sensível. Não nos podemos levar tudo para o plano patriótico".

De modo mais pragmático se expressava Ran Xiongfei, jornalista do jornal de esportes chinês "Titan Sport", que escreveu no site esportivo do Sina (proprietária da Weibo) que, embora os "comentários infundados de Horton são excessivos e incorretos para nada (...), a melhor forma de responder a Horton é que Sun Yang lhe consiga vencê-lo".

Por enquanto, ambos ganharam só uma medalha de ouro no Rio de Janeiro, Sun Yang nos 200 metros livres e Horton nos 400 livres, quando voltou a fazer referência ao assunto do doping.

Perguntado por se tudo isto se devia à rivalidade entre ambos, afirmou com Sun Yang a seu lado: "Não sei se isto é uma rivalidade entre ele e eu. É uma rivalidade entre eu e os atletas que deram positivo".

Apesar de tudo, ambos nadadores deram as mãos na cerimônia de entrega de medalhas dos 400 metros, onde o chinês ficou com a prata. EFE

pav/phg

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo