Esporte

Em final histórica, Uchimura vence por 0.099 e é bi no individual geral

10/08/2016 18h55

Rio de Janeiro, 10 ago (EFE).- Em uma disputa ponto a ponto e que terminou de maneira histórica e um tanto quanto polêmica, o ginasta japonês Kohei Uchimura, atual tricampeão mundial e que defendia o título, conquistou o ouro olímpico no individual geral nos Jogos do Rio de Janeiro ao derrotar o ucraniano Oleg Verniaiev por apenas 0.099.

Ambos os atletas, que se apresentaram no mesmo aparelho em todas as seis rotações, decidiram sua sorte na barra fixa. A tensão na Arena Olímpica do Rio aumentou porque Uchimura foi o penúltimo entre todos a se exibir, e Verniaiev, o último.

O ídolo japonês, que chegou ao cavalo em desvantagem, fez de tudo para manter a hegemonia depois do ouro obtido em Londres, do tri mundial e do título por equipes obtido no último domingo. Ele obteve a nota de 15.800 e subiu para 92.365.

Verniaiev então precisava de 14.899 para desbancar "o cara", mas foi avaliado em 14.800, para certa incredulidade da maioria dos presentes na Arena e vaia por parte de alguns, já que foi a pior nota do ucraniano em todos os aparelhos.

O representante da Ásia assumiu a dianteira após a segunda rotação, mas logo em seguida foi utrapassado pelo atleta do leste europeu. Verniaiev ainda ampliou a diferença no penúltimo aparelho, as barras paralelas, do qual é campeão mundial, com direito a melhor nota de toda a final: 16.100.

Em seguida, porém, aconteceu o improvável. Uchimura fez sua parte com uma exibição empolgante na barra fixa, enquanto o ucraniano recebeu nota abaixo da esperada e teve de se contentar com a prata.

Líder após a primeira rotação e segundo colocado até a terceira, o britânico Max Whitlock ficou com a medalha de bronze. O ginasta, que conquistou o mesmo metal por equipes e no cavalo com alças em Londres 2012, fechou sua participação com 90.641, a 0.143 do russo David Belyavskiy.

Os dois brasileiros que estiveram entre os 24 finalistas terminaram sua participação no solo. O mais bem colocado foi Sergio Sasaki, que teve nota de 14.833 no último aparelho, subiu para 89.198 e foi o nono colocado da final. Já Arthur Nory marcou 15.133, foi para 87.331 na soma e terminou a decisão em 17º lugar.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo