Esporte

Governo argentino apresenta projeto para enfraquecer torcidas organizadas

10/08/2016 20h40

Buenos Aires, 10 ago (EFE).- A ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich, apresentou nesta quarta-feira um projeto de lei que visa banir os torcedores violentos do futebol e que, se aprovado, só autorizará entrada em estádio com apresentação de documento de identidade.

O projeto pretende, principalmente, tirar da mãos das 'barras bravas' (torcidas violentas) os negócios ilegais organizados ao redor do esporte e assim conseguir evitar seu financiamento, segundo diz comunicado emitido pela pasta.

"O objetivo é impedir que os grupos violentos continuem lucrando com o futebol e punir atividades como a revenda de ingressos, a entrada com artigos perigosos nos estádios, o uso de sinalizadores e fogos, a cobrança por vagas de estacionamento", aponta o texto.

Se aprovado o projeto de lei, o torcedor que queira assistir a um jogo no estádio deverá apresentar documentação, para que os encarregados da segurança possam identificar os violentos e proibir a presença deles nos jogos no país.

A ministra de Segurança também explicou que serão aplicadas "punições efetivas e concretas" para os torcedores que se envolvem em atos de violência.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo