Topo

Esporte

Classificação surpreendente custa caro para federação de Honduras

11/08/2016 14h53

Brasília, 11 ago (EFE).- A Federação Nacional Autônoma de Futebol de Honduras (Fenafuth) admitiu nesta quinta-feira que a classificação do país para as quartas de final dos Jogos Olímpicos de 2016 custará caro, pois os dias a mais no Rio de Janeiro não estavam nos planos da entidade.

A classificação do time comandado por Jorge Luis Pinto superou as expectativas da Fenafuth. A federação terá que pagar ao menos US$ 7,5 mil só para trocar a data das passagens aéreas dos membros da delegação, já que o retorno estava planejado para acontecer assim que a fase de grupos terminasse, o que ocorreu no dia 10 de agosto.

A seleção de futebol de Honduras é composta por cerca de 30 pessoas, entre jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes, e disputará as quartas de final do torneio olímpico no sábado.

Os planos iniciais da Fenafuth previam o retorno da delegação para Tegucigalpa nesta sexta e, por isso, a federação terá que gastar US$ 250 por integrante da delegação para trocar a data de volta.

Honduras enfrenta a Coreia do Sul no sábado, em Belo Horizonte, e, se mantiver o futebol que demonstrado até aqui, tem chances de deixar a passagem pelo Rio de Janeiro ainda mais cara.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte