Esporte

COI acredita que Rio foi escolha "muito positiva" para o Movimento Olímpico

11/08/2016 13h41

Rio de Janeiro, 11 ago (EFE).- A escolha do Rio de Janeiro como sede foi muito positiva para o Movimento Olímpico, avaliou nesta quinta-feira o porta-voz do COI, Mark Adams, após ser perguntado sobre os problemas de segurança, transporte e logística que estão sendo registrados durante a realização dos Jogos.

"Claro que não nos arrependemos. São os primeiros Jogos na América do Sul e para nós é muito importante não só falar da universalidade (do evento), mas também colocá-la em prática", disse Adams em entrevista coletiva realizada hoje.

"Confio que os Jogos serão vistos com destaque. Todos os Jogos tiveram problemas. Há dificuldades, mas o Brasil está brigando para superá-las", acrescentou o porta-voz do COI.

Adams se referiu à simpatia do COI com o Brasil em uma fase de dificuldades e ressaltou a "solidariedade das federações internacionais, que rebaixaram suas exigências para adaptá-las às condições que estavam ao alcance da organização".

Sobre a segurança, o porta-voz do Comitê Rio de 2016, Mario Andrade, disse que hoje divulgará um relatório sobre o ataque a um ônibus que levava jornalistas ao Complexo Olímpico de Deodoro. Segundo o Exército, o veículo teria sido atingido por pedras.

No mesmo local, uma bala perdida, procedente de uma operação de segurança em uma favela próxima, atingiu na quarta-feira a sala de imprensa da instalação, sem deixar feridos.

Apesar dos incidentes, Andrade indicou que tem "todas as razões para crer que as pessoas que estão lá têm a segurança garantida".

Os porta-vozes também informaram da libertação dos dois pugilistas, um do Marrocos e outro da Namíbia, presos por acusações de estupro na Vila dos Atletas.

Sobre a cor verde das piscinas de salto e polo aquático, Andrade explicou que o problema ocorreu devido a um "aumento do nível de alcalinidade". A chuva de ontem, porém, "desacelerou o processo de normalização", mas confia que hoje a água voltará a ser azul e acrescentou que não há risco algum para os atletas.

Andrade disse que as cadeiras vazias nos estádios estão ocorrendo porque as pessoas compram ingressos para uma sessão dupla, mas só ficam para uma das partidas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo