Esporte

"Selfie" olímpica, a vitória do esporte contra o conflito coreano

11/08/2016 11h26

Atahualpa Amerise.

Seul, 11 ago (EFE).- Uma "selfie" viral de duas ginastas, uma da Coreia do Norte e outra do Sul, nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, simboliza os vários contatos entre atletas desses países, que decidiram por à frente o espírito olímpico em relação aos constantes enfrentamentos entre seus governos.

A foto da jovem estreante sul-coreana Lee Eun ju com a veterana norte-coreana Hong Un-jong, medalha de ouro em Pequim 2008, tirada no domingo passado no intervalo dos treinamentos, deu a volta ao mundo.

O sucesso da imagem conseguiu atrair o foco de milhares de câmeras que cobrem os Jogos para qualquer troca de palavras, detalhes ou experiências entre atletas das duas Coreias.

Do Rio chegam cenas emocionantes, como uma em que duas atiradoras do Norte e do Sul compartilham um pedaço de pão durante um intervalo, ou outra na qual integrantes de ambas as equipes de levantamento de peso sorriem juntas após o treino.

Em outra imagem, ainda mais incomum, levantadores de peso da Coreia do Norte se aproximam da sala de promoção da empresa sul-coreana Samsung para observar seus rivais do outro lado da fronteira usando óculos de realidade virtual de última geração.

Alguns veículos de comunicação sul-coreanos destacaram que nestes Jogos Olímpicos o ambiente é especialmente descontraído, sobretudo no que diz respeito à equipe norte-coreana.

"Chama a atenção a atitude mais suave e relaxada da delegação da Coreia do Norte para com os atletas do Sul no Rio, em comparação com as maneiras mais tensas e reservadas que mostraram nos Jogos de Londres 2012, por exemplo", avaliou o jornal sul-coreano "Joongang" em um editorial.

Em todo caso, os contatos destes dias entre atletas de ambos os países, que contrastam com as trocas de ameaças quase diárias entre seus governos, não são algo novo.

"Estes tipos de encontros casuais já aconteceram anteriormente em outras competições esportivas internacionais", declarou à Agência Efe uma representante do Ministério da Unificação de Seul.

As duas Coreias estão há mais de seis décadas em situação de enfrentamento técnico e suas leis de segurança restringem ao máximo os contatos entre cidadãos de ambos lados. Em Seul, um diálogo não reportado às autoridades ou sem prévia autorização pode resultar em multas e até em prisões.

Há, porém, uma exceção: os eventos esportivos internacionais, nos quais os atletas sul-coreanos "não estão sujeitos a nenhum tipo de controle" que os impeça de se comunicar com seus vizinhos do Norte, desde que se tratem de interações casuais no marco da competição, segundo a representante da Unificação.

Eles, no entanto, estão obrigados a informar às autoridades de Seul e aos representantes da delegação sul-coreana se mantiveram conversas sobre temas sensíveis com seus colegas do país vizinho, dentro ou fora das instalações esportivas.

O governo norte-coreano não se manifestou publicamente a respeito do tema, embora seja sabido que, fora das competições, os cidadãos são submetidos a um rígido controle, vetados de sair do país e de se relacionar com estrangeiros.

Os atletas das duas Coreias competem nos Jogos do Rio com o objetivo de repetir o sucesso em Londres, há quatro anos, quando o Sul ficou na quinta colocação do quadro de medalhas, com 13 ouros, oito pratas e sete bronzes, e o Norte ficou em 20º, com quatro ouros e dois bronzes.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo