Esporte

Acusado de vínculos golpistas, lenda do futebol turco recebe ordem de prisão

12/08/2016 13h06

Istambul, 12 ago (EFE).- Lenda do futebol turco e ex-deputado, Hakan Sükür recebeu ordem de prisão por conta de seus vínculos com o clérigo Fethullah Gülen, a quem o governo do país acusa de ter instigado a tentativa fracassada de golpe de Estado em 15 de julho, informou nesta sexta-feira o jornal "Sabah".

Vivendo com a família nos Estados Unidos desde dezembro do ano passado, o ex-atacante é acusado pelo governo da Turquia de ser "membro de uma organização terrorista armada", em referência à organização de Gülen. Por isso, foi emitida uma ordem pedindo sua detenção e extradição.

Uma ordem de busca e prisão também foi emitida contra o pai do ex-jogador, Sermet Sükür, empresário do setor de construção, que não foi encontrado em casa pela polícia.

Os vínculos de Hakan Sükür com a confraria são conhecidos desde a ruptura, no terceiro trimeste de 2013, entre o "movimento gülenista" e o partido governamental, o islamita AKP, até então firmes aliados.

Sükür, que era deputado do AKP desde junho de 2011, saiu do partido - embora não de sua cadeira no parlamento - em 2013, em protesto contra a decisão do governo de fechar academias educacionais associadas ao movimento de Gülen.

O ex-atleta reiterou na oportunidade sua fidelidade ao "Hizmet" (nome da confraria) e descreveu os seus integrantes como "gente sincera que apoiava o governo em tudo que lhes parecia bom para o povo", incluindo a captação e o apoio a eleitores do AKP.

Em sua conta no Twitter, o ídolo da seleção nacional denunciou o golpe fracassado de 15 de julho e classificou os golpistas como "traidores" e "canalhas que atiram em seu próprio povo".

Apesar disso, seus vínculos com a confraria causaram indignação entre os torcedores de sua ex-equipe, o Galatasaray, que pediram para ele ser expulso do quadro de sócios clube.

Como jogador, Sükür figura como maior artilheiro do Campeonato Turco, com 249 gols, e da seleção nacional, com 51. O atacante é também o autor do gol mais rápido da história das Copas do Mundo, ao marcar com apenas 11 segundos na decisão do terceiro lugar do Mundial de 2002, contra a Coreia do Sul, vencida pela Turquia.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo