Topo

Esporte

Bruno: "Não há tempo para chorar é preciso se preparar para o próximo jogo"

12/08/2016 03h44

Rio de Janeiro, 11 ago (EFE).- O capitão da seleção brasileira masculina de vôlei, Bruno Rezende, afirmou após a derrota sofrida no final da noite de quinta-feira para os Estados Unidos por 3 sets a 1, que não é momento de "chorar" e que a equipe agora precisa trabalhar pensando na próxima partida, contra a Itália, "que será outra guerra".

"Não há tempo para chorar, é preciso se preparar para o jogo contra a Itália, que será outra guerra", comentou Bruno, durante entrevista coletiva após o jogo.

A derrota sofrida, por parciais de 25-20, 25-23, 20-25 e 25-20, foi a primeira da equipe nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que tinha vencido o México e Canadá.

O jogador de 30 anos disse que apesar do Brasil ter tido "chances" no segundo set para tentar reverter a situação, os americanos "simplesmente foram melhores" e souberam aproveitar "seu serviço agressivo".

Embora o resultado final possa ser considerado inesperado, levando em conta que os americanos vinham de duas derrotas, Bruno afirmou que a atuação do adversário não surpreendeu.

"Contra o Canadá sofreram uma dura derrota (3-0), mas contra a Itália já melhoraram (3-1)", afirmou o brasileiro.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte