Esporte

Franceses invadem judô, veem Riner fazer história e ainda levam outro ouro

12/08/2016 18h59

Rio de Janeiro, 12 ago (EFE).- Para ver de perto o bicampeonato olímpico de Teddy Riner na categoria pesado, a torcida francesa invadiu a Arena Carioca 2 no último dia de competições do judô nesta sexta-feira e ainda conseguiu deixar o Parque Olímpico da Barra da Tijuca com o improvável ouro de Émilie Andéol entre as mulheres.

Em alguns momentos, os torcedores do país transformaram a Arena Carioca 2 em uma pequena Paris e dividiram em número a arquibancada com os brasileiros, que comemoraram também hoje o segundo bronze de Rafael Silva, o Baby, em Jogos Olímpicos.

O confronto entre Baby e Riner nas quartas de final foi um dos pontos altos de todas as lutas da competição. O duelo começou antes mesmo dos atletas pisarem no tatame. O brasileiro tinha o nome cantado por parte da torcida, ato prontamente respondido pelo lado francês da arquibancada da Arena Carioca 2.

Os franceses só interromperam o barulho por um momento de tensão. Nas semifinais, Riner, invicto desde setembro de 2010, quase foi derrotado pelo israelense Or Sasson. O multicampeão, porém, se recuperou e conseguiu um ippon no último segundo da luta, dando sequência à festa nas arquibancadas.

A força dos torcedores se fez importante na disputa do ouro entre as mulheres. Empurrada pelos gritos de seus compatriotas, Andéol surpreendeu a cubana Idalys Ortiz, atual campeã olímpica e bicampeã mundial, no 'golden score' e subiu no lugar mais alto do pódio.

O ápice, porém, veio na sequência. Na busca pelo bicampeonato olímpico, Riner, porta-bandeira da delegação do país na cerimônia de abertura dos Jogos do Rio de Janeiro, tinha pela frente o japonês Hisayoshi Harasawa, que não foi páreo para o imbatível francês.

O barulho, que já era alto, aumentou pelo fato de o atleta ter obtido um feito raríssimo na Arena Carioca 2: foi o primeiro desde o japonês Tadahiro Nomura a conquistar três medalhas olímpicas consecutivas. Além do bicampeonato olímpico, Riner tinha obtido o bronze da categoria nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.

Depois de tanta reclamações de estrangeiros sobre a torcida brasileira, os franceses aprenderam o recado. No Rio, tudo vira festa.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo