Esporte

Alex assume culpa por erros defensivos decisivos na derrota para Argentina

13/08/2016 18h10

Rio de Janeiro, 13 ago (EFE).- O ala-armador Alex assumiu a responsabilidade pelos erros decisivos cometidos pelo Brasil na derrota para a Argentina por 111 a 107, após duas prorrogações, que complicou as chances de a seleção se classificar para as quartas de final dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Ainda no quarto período, o Brasil vencia por 98 a 95 faltando 3.8 segundos no relógio, mas permitiu que Andrés Nocioni, cestinha do jogo com 37 pontos, acertasse mais uma bola de três pontos, a sétima dele no duelo até então, levando a partida para a primeira prorrogação.

Depois, já perto do fim do segundo tempo extra, o Brasil perdia por 109 a 107. Carlos Delfino errou dois lances livres, o que daria a oportunidade para os donos da casa tentarem uma nova cesta heróica no último segundo, assim como contra a Espanha. No entanto, a defesa cochilou, Manu Ginobili ficou com o rebote, sofreu a falta e fechou o jogo acertando dois lances livres na sequência.

"O lance do Nocioni, o Guilherme estava de costas, tentou fazer (a falta), mas não conseguiu chegar. Mas o erro não foi esse. O erro foi do rebote. Eu e ele estávamos no lance, a bola ficou mais para mim e eu acabei não pegando o rebote. Depois, nos dois lances livres do Delfino, falta de atenção minha e do Marquinhos. Como eu estava na parte de baixo, foi totalmente culpa minha", afirmou Alex após a derrota na Arena Carioca 1.

"Não dá para explicar. Se tivesse explicação, tínhamos resolvido isso na hora. É erro nosso, falta de atenção em alguns lances. Tivemos chance de liquidar a fatura no tempo normal, erramos. Na prorrogação, outros erros ocasionaram a derrota", completou.

O resultado complicou a classificação do Brasil para as quartas de final dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Com a derrota, a equipe de Rúben Magnano terá que vencer a Nigéria na próxima segunda-feira e ainda torcer por tropeços de outros rivais para seguir viva na competição.

"Fica difícil porque não depende só da gente. Tínhamos total chance de classificar bem e ocasionamos a situação em que estamos agora. Tem que pensar na Nigéria, vencer e ver o que acontece", concluiu o ala-armador depois da derrota.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo