Esporte

Róbson Conceição supera favorito cubano e vai lutar por ouro inédito no boxe

14/08/2016 13h18

(Corrige segundo e terceiro parágrafos).

Rio de Janeiro, 14 ago (EFE).- O baiano Róbson Conceição venceu o cubano Lazaro Jorge Alvarez, tricampeão mundial e favorito na categoria peso-ligeiro (até 60kg), neste domingo e vai brigar pelo ouro inédito para o boxe brasileiro nos Jogos do Rio de Janeiro.

Empurrado pela torcida que lota o Pavilhão 6 do Rio Centro, o baiano começou o primeiro round mantendo o adversário afastado, sendo rápido em atacar e recuar na sequência. Róbson, porém, permitiu a recuperação do cubano no minuto final, mas ainda assim levou a melhor, apesar do grande equilíbrio, por 29 a 28.

Mesmo com a vantagem, Róbson partiu para cima do tricampeão mundial no segundo round, acuando Alvarez durante os três minutos e conseguindo ampliar a diferença ao vencer também por 29 a 28.

Alvarez, porém, se recuperou e acertou o brasileiro logo no início do terceiro e decisivo round. Róbson sentiu o golpe, mas voltou à luta antes da contagem ser aberta, equilibrando o combate na sequência em busca da medalha de ouro. Faltando 35 segundos para o fim, o cubano atingiu o brasileiro mais uma vez, cortando o supercílio do brasileiro, que foi atendido pelos médicos. Róbson, porém, arriscou, atacou o cubano e venceu também por 29 a 28.

Róbson vai enfrentar o vencedor do duelo entre Otgondala Dorjnyambuu, da Mongólia, e o francês Sofiane Oumiha. A grande decisão olímpica está marcada para a próxima terça-feira.

Nos Jogos de Londres 2012, o Brasil faturou três medalhas no boxe. No masculino, foi prata com Esquiva Falcão no peso-médio (até 75kg) e bronze com o irmão Yamaguchi Falcão no meio-pesado (até 81kg). No peso-ligeiro feminino (até 60kg), ganhou bronze com Adriana Araújo - que foi eliminada na estreia no Rio 2016 ao perder por 2 a 1 para a finlandesa Mira Potkonen, pela mesma categoria.

Além dos ganhadores destas três medalhas, apenas um boxeador brasileiro havia subido em um pódios olímpico, Servílio de Oliveira, nos Jogos de 1968, na Cidade do México, no peso-mosca (até 52kg). EFE

lvl/rd

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo