Esporte

Alison relembra heróis olímpicos ao falar de inspiração na busca pelo ouro

15/08/2016 18h27

Rio de Janeiro, 15 ago (EFE).- Alison, que junto com Bruno Schmidt superou nesta segunda-feira os americanos Philip Daulhasser e Nicholas Lucena, garantindo vaga nas semifinais do vôlei de praia dos Jogos Olímpicos, revelou ser contagiado pelo espírito do evento desde antes de ser atleta e que isso serve de inspiração para buscar o ouro no Rio de Janeiro.

"Eu acordava de madrugada para ver Olimpíada. Eu vi Marcelo Negrão fazer um ace, Aurélio Miguel ganhando, e hoje eu estou podendo representar meu país. Eu vou fazer de tudo, sem perna, sem braço. Eu vou jogar meu melhor", afirmou o capixaba, prata em Londres 2012, logo após o duelo pelas quartas.

O parceiro de Bruno Schmidt agradeceu ao rival Dalhausser, ouro em Pequim 2008 com Todd Rodgers, por ser apontado como favorito, e destacou que hoje a força que veio das arquibancadas para ajudar a garantir a vitória por 2 sets a 1, com parciais de 21-14, 12-21 e 15-9.

"Eles suaram, se adaptaram, sacaram viagem, sacaram flutuante, sacaram em mim, sacaram no Bruno. Eles tentaram de tudo. Eles vão chegar hoje e ver que tentaram de tudo, mas nosso time teve uma coisa de diferença: a torcida. Aqui é um caldeirão", derreteu-se o capixaba.

Sobre o desempenho da única dupla brasileira viva no masculino, Alison destacou a capacidade de superação nos jogos, ao longo da competição, como hoje, em que um vendaval complicou a vida dos atletas em quadra.

"Acho que a gente está evoluindo muito. A gente jogou bem quando perdeu. Superamos as dificuldades. A gente está evoluindo todos os dias. A gente tem que se adaptar ao vento, ao horário do jogo, porque, de repente, você entra com sol e sai à noite. Isso faz parte da adaptação. Isso faz diferença no final", garantiu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo