Esporte

Ágatha e Bárbara Seixas encerram reinado de Walsh e vão à final olímpica

17/08/2016 01h03

Bruno Guedes.

Rio de Janeiro, 17 ago (EFE).- Ágatha e Bárbara Seixas impuseram a primeira derrota a americana Kerri Walsh Jennings, que faz dupla com April Ross, em Jogos Olímpicos já nesta quarta-feira e se garantiram na final do torneio de vôlei de praia dos Jogos do Rio de Janeiro, fazendo tremer a arena da Praia de Copacabana.

As atuais campeãs mundiais despacharam as experientes rivais por 2 sets a 0, com parciais de 22-20 e 21-18, em 48 minutos, e já podem contar, ao menos, com a medalha de prata, o que representa o melhor resultado para o Brasil desde 2004, quando Adriana Behar e Shelda ficaram com o vice em Atenas.

Agora, pela frente, Ágatha e Bárbara terão as alemãs Lara Ludwig e Kira Walkenhorst, que mais cedo passaram por Larissa e Talita por 2 sets a 0, com 21-18 e 21-12. As brasileiras que perderam mais cedo jogarão justamente com Walsh e Ross, na disputa pelo bronze.

Essa é a primeira final olímpica desde 2000 que não terá a capitã da dupla americana, que se sagrou tricampeã ao lado de Misty May-Teanor. Nas três campanhas e também nesta edição, elas nunca haviam sido derrotadas.

O duelo que definiu as segundas semifinalistas teve muita emoção já desde antes do aquecimento das atletas, com o hino nacional sendo cantado por grande parte dos 12 mil torcedores que lotaram a arena montada na Praia de Copacabana.

O início do primeiro set foi de equilíbrio e troca de vantagens, com a primeira escapada sendo da dupla do Brasil em 5-3, com ace de Bárbara de erro de ataque de Walsh. O bom desempenho da dupla da casa trouxe a torcida junto, mas quando o placar chegou a 9-6, as americanas reagiram com três pontos seguidos e buscaram o empate.

O jogo acirrado animou os muitos americanos presentes nas arquibancadas, que vibravam muito com cada ponto, como em belo ataque de Ross que deixou o placar em 15-14, ou em outra ação da camisa 2 dos Estados Unidos, no 18º ponto, que deixou a dupla dois a frente das brasileiras.

Um ataque de Ágatha e um ace de Bárbara deixaram o marcador igual mais uma vez. O duelo de animadas torcidas e de craques seguiu equilibrado até o fim, e com quem estava em casa comemorando a vitória parcial por 22-20, graças a ace da carioca.

O segundo set começou com as brasileiras embaladas pela virada e chegaram a abrir 3-1, diante de rivais, aparentemente, abatidas. O saque de Bárbara e o bloqueio de Ágatha foram fundamentais para o placar chegar a 6-2, em seguida.

Walsh e Ross, como era esperado, não se entregaram e foram buscar o empate em 8-8. Empurradas pela torcida mais uma vez, a dupla do Brasil colocou um freio na reação das rivais. Em um rally espetacular, cheio de defesas impossíveis, Ágatha fez o ponto, levou o jogo para 14-12 e explodiu a arena.

Confiantes, Ágatha e Bárbara seguiram mandando no jogo, ignorando o peso das americanas. Seguras no ataque e com um caldeirão fervendo nas arquibancadas, as brasileiras passaram por cima, e com ataque da paranaense, fecharam em 21-18, para depois, literalmente, correr para a galera em Copacabana, onde a arena tremeu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo