Esporte

COI diz que não há acusações contra irlandês preso em fraude de ingressos

18/08/2016 13h32

Rio de Janeiro, 18 ago (EFE).- O Comitê Olímpico Internacional (COI) afirmou que não existem acusações formais contra o irlandês Patrick Hickey, membro da entidade preso acusado de estar envolvido em um esquema ilegal de ingressos para os Jogos do Rio de Janeiro.

"Lembramos que, por enquanto, ele é inocente. Está no hospital, sendo investigado e ainda não apresentaram acusações contra ele", disse o porta-voz do COI, Mark Adams, em entrevista coletiva.

Segundo Adams, o COI "não se sente mal com um sistema judiciário que está funcionando bem". Agora ao órgão só resta aceitar a "demissão temporária voluntária" de todas as responsabilidades olímpicas apresentadas por Hickey.

O porta-voz disse desconhecer se o presidente do COI, o alemão Thomas Bach, visitará Hickey no hostital.

Presidente do Comitê Olímpico da Irlanda, Hickey tinha antecedentes de doença cardíaca e se sentiu indisposto na hora em que foi preso pela polícia no Rio de Janeiro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo