Esporte

Presidente da federação espanhola desiste de disputar comando da Uefa

06/09/2016 16h54

Madri, 6 set (EFE).- O presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), Ángel María Villar, informou nesta terça-feira, através de comunicado, que decidiu retirar sua candidatura nas eleições presidenciais da Uefa.

Villar disputaria o pleito, que será realizado no dia 14 de setembro, contra o presidente da Associação de Futebol da Eslovênia, Aleksander Ceferin, e o presidente da Federação Holandesa de Futebol, Michael van Praag, agora sozinhos na disputa.

"Na última sexta-feira, a Uefa comunicou todas suas associações-membros que os três candidatos tinham superado satisfatoriamente o exame de idoneidade realizado pela Comissão de Controle da Fifa, como requisito prévio à realização das eleições para este cargo", afirmou Villar na nota.

"Este fato constitui grande notícia para Uefa. No que a mim diz respeito, confirma de modo irrefutável minha aptidão ética e integridade para continuar desenvolvendo minhas funções como membro do Conselho da Fifa e do Comitê Executivo da Uefa, apesar de algumas opiniões públicas terem me questionado nos últimos meses", disse.

Atual vice-presidente da Uefa, Villar assumiu o comando da entidade em outubro de 2015, depois do afastamento do ex-jogador Michel Platini, punido pela Fifa. "Constituiu uma verdade satisfação realizar esta tarefa ainda em tempos difíceis, representando e trabalhando pela Uefa em vários eventos durante todo esse lapso, pondo o bem da organização antes de qualquer interesse pessoal eleitoral", completou o dirigente espanhol.

Villar lembrou que apresentou sua candidatura à presidência da Uefa com um "ambicioso programa focado em posicionar o futebol como principal protagonista da organização". "Apesar de ter recebido vários apoios desde então para continuar com minha campanha, após uma profunda reflexão, decidi me retirar", destacou.

"São abundantes as vozes dos representantes do futebol espanhol que me solicitaram continuar trabalhando pelo futebol do meu país, apresentar nos próximos meses minha candidatura à presidência da RFEF, à qual dediquei a maior parte da minha vida como diretor", afirmou o dirigente.

Villar conclui a nota desejando sorte aos outros dois candidatos e reafirmando seu "compromisso de continuar trabalhando pelo futebol europeu e mundial em suas funções como vice-presidente do Conselho da Fifa e do Comitê Executivo da Uefa".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo