Esporte

Zidane elogia Sporting e ressalta superação do Real para chegar à virada

14/09/2016 21h18

Madri, 14 set (EFE).- O técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, reconheceu a dificuldade que a equipe enfrentará para repetir o bom desempenho da temporada passada na Liga dos Campeões, mas se disse "contente" pela virada por 2 a 1 sobre o Sporting nesta quarta-feira.

"Estou contente pelos três pontos após o sofrimento, mas ao mesmo tempo não cruzamos os braços. A virada não foi inesperada, não sei se é justa ou não, mas acreditamos até o final, e é preciso jogar até o último minuto. Somos um grupo unido, concentrado, sabemos que em qualquer momento podemos fazer a diferença, Sabemos que não foi uma partida perfeita, mas o importante é ganhar", analisou.

A partida foi sofrida para o time espanhol no Santiago Bernabéu. Após um gol do meia brasileiro Bruno César no início do segundo tempo, o Real só chegou ao empate aos 44 minutos, em cobrança de falta de Cristiano Ronaldo. A virada veio com Álvaro Morata, aos 49.

Para Zidane, o motivo para o Real Madrid ter sofrido ao longo de todo o jogo foi o bom desempenho do Sporting como visitante, que criou mais chances no primeiro tempo.

"É um rival que gerou uma guerra, principalmente na primeira etapa, depois jogamos mais e tivemos o controle da bola. Somos o Real Madrid e sabemos que cada partida vai ser complicada. Conseguir os três pontos em um jogo assim significa muito. Com tranquilidade, digo que não existe ganhar todos os jogos por 5 a 0. Hoje sofremos, mas conseguimos os três pontos", comentou.

Zidane reconheceu que o atacante Karim Benzema não teve seu melhor dia e dedicou elogios a Morata, que mudou o panorama do jogo ao entrar no lugar do francês e sacramentar a vitória no fim.

"Benzema não jogou muito, mas o considerei bem após muito tempo sem ser titular, é normal que esteja lento, pode melhorar. É o início da temporada, o importante é que trabalhe bem e esteja entrosado como o resto do grupo, sabendo que pode contribuir positivamente. Quando uns jogam melhor e outros pior, sempre haverá um companheiro para entrar e fazer a diferença", disse.

"Penso o mesmo de Álvaro, com gol ou sem. É preciso pedir gols porque ele é atacante, mas estou contente com seu trabalho. Ele defende bem e não começou como titular, mas fez a diferença. Tenho muitos jogadores que podem fazer a diferença. Nem todos os treinadores têm os mesmos recursos, eu tenho sorte", acrescentou. EFE

rmm/vnm

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo