Esporte

Com pilotos colados, Mercedes quer esquecer fracasso de 2015 em Cingapura

15/09/2016 11h16

Redação Central, 15 set (EFE).- A Mercedes chega para o Grande Prêmio de Cingapura com os pilotos, o britânico Lewis Hamilton, líder do Mundial de Fórmula 1, e o alemão Nico Rosberg separados por apenas dois pontos, mas também, de olho em apagar o desempenho ruim de 2015, quando ficou atrás dos carros de Ferrari e Red Bull.

A prova será a primeira após o fim da "temporada europeia", em que os carros da escuderia prateada só não conseguiram vencer no GP da Espanha, em que o holandês Max Verstappen cruzou a linha de chegada na primeira colocação.

Nas duas últimas etapas do campeonato, na Bélgica e Itália, Rosberg levou a melhor e tirou 17 pontos da confortável vantagem que Hamilton tinha, após quatro vitórias consecutivas. Agora, o líder tem 250 pontos, enquanto o rival está com 248.

A briga pelo título da temporada, no entanto, está cada vez mais restrita aos dois pilotos da Mercedes, já que o terceiro colocado é o australiano Daniel Ricciardo, que está com 161 pontos. Logo atrás aparecem o alemão Sebastian Vettel (143), o finlandês Kimi Raikkonen (143) e Verstappen (121).

Red Bull e Ferrari, no entanto, esperam mostrar mais competitividade com relação a Mercedes. No ano passado, as duas equipes conseguiram ocupar as quatro primeiras posições do grid de largada, com Vettel na pole, Hamilton e Rosberg, respectivamente, em quinto e sexto.

Na corrida, o alemão da Mercedes até conseguiu chegar em quarto, enquanto o britânico abandonou a disputa devido problemas no motor. Após largar em primeiro, o quatro vezes campeão mundial venceu, na ocasião, se mantendo vivo na briga pelo título, que acabou ficando com Hamilton.

A Williams, de Felipe Massa, que faz nessas últimas provas da temporada a "turnê de despedida" da Fórmula 1, vai tentar se manter a frente da Force India, na luta pelo quarto lugar no Mundial de Construtores.

A escuderia indiana, no entanto, tem ótimo retrospecto no circuito de Marina Bay, em Cingapura, onde sempre pontuou, desde 2012. Nas últimas cinco provas, time também conseguiu marcar pontos em todas, algo que só Mercedes e Ferrari alcançaram.

Felipe Nasr, por sua vez, segue tentando ajudar a Sauber a sair do zero nesta temporada, já que a equipe suíça está atrás, inclusive, da Manor, que fez um ponto na temporada com o alemão Pascal Wehrlein.

A atividade inicial do GP de Cingapura acontecerá nesta sexta-feira, às 7h (horário de Brasília), com a primeira de três sessões livre. No sábado, a definição do grid de largada será às 10h, e no domingo, a prova começará às 9h.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo