Esporte

Allardyce admite que errou, mas rejeita aposentadoria

28/09/2016 12h58

Londres, 28 set (EFE).- O treinador Sam Allardyce, demitido nesta terça-feira da seleção inglesa, admitiu nesta quarta que cometeu um erro ao incentivar a burla da regra que proíbe terceiros de serem donos de direitos econômicos de jogadores, mas negou que pretende se aposentar do futebol.

Em sua primeira aparição pública após ter sido despedido, Allardyce atendeu a imprensa na entrada de casa, na cidade de Bolton, no noroeste da Inglaterra.

"Se olho para trás, sei que cometi um erro estúpido. E o cometi para ajudar alguém que conheço há mais de 30 anos. Foi um erro, e estou pagando as consequências. Caí na armadilha e tenho de aceitar", disse 'Big Sam', visivelmente chateado.

Allardyce, de 61 anos, foi nomeado técnico do 'English Team' há pouco mais de dois meses e só o dirigiu em uma partida, a vitória sobre a Eslováquia por 1 a 0, no último dia 4.

O jornal britânico "The Telegraph" publicou na terça-feira um vídeo gravado com câmera escondida no qual o treinador explica, entre outras questões, como burlar as leis do mercado de contratações.

Na gravação, Allardyce aparece negociando com supostos empresários - que, na verdade, eram jornalistas do "Telegraph" - um acordo avaliado em 400 mil libras (R$ 1,7 milhão) para representar uma empresa de investidores asiática e dar palestras em determinados eventos.

O técnico também explica a outro suposto empresário como burlar a legislação sobre a titularidade de jogadores por parte de terceiros, prática controversa proibida pela Federação Inglesa (FA) desde 2008 e pela Fifa desde o ano passado.

Allardyce revelou que passará um tempo no exterior para descansar e refletir sobre o ocorrido e desejou o melhor para seu sucessor, Gareth Southgate, que dirigirá a Inglaterra de maneira interina até o fim do ano.

"Chegamos a um acordo amistoso com a FA, e peço perdão a todos os que se viram afetados por tudo isto. Assinei um acordo de confidencialidade e não posso responder a mais perguntas", explicou. EFE

jp/dr

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo