Esporte

Hamilton busca frear ritmo de Rosberg e recuperar ponta do Mundial na Malásia

29/09/2016 12h01

Redação Central, 29 set (EFE).- Depois de assistir à três vitórias consecutivas do alemão Nico Rosberg e perder a liderança do Mundial de Fórmula 1, o britânico Lewis Hamilton buscará conter o ritmo do companheiro de Mercedes neste domingo no Grande Prêmio da Malásia para recuperar a ponta da classificação.

A tarefa do tricampeão mundial, no entanto, é difícil. Além de cruzar a linha de chegada do circuito de Sepang na primeira posição, Hamilton precisará também que Rosberg não seja o segundo colocado. Isso porque a diferença entre os dois no Mundial de Pilotos é de oito pontos - 273 contra 265. Com uma dobradinha da Mercedes na Malásia, o britânico ainda ficaria um ponto atrás do rival.

O último triunfo de Rosberg veio em Cingapura, após grande atuação para conter os ataques do australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) nas voltas finais da prova. Hamilton, que teve um fim de semana ruim, teve que se contentar apenas em completar o pódio e acabou perdendo a liderança do Mundial para o companheiro.

Faltando seis corridas para o fim, a temporada entra na reta final com os dois rivais disputando ponto a ponto, e Rosberg decidido a impedir mais um título de Hamilton. Mas ambos não têm retrospecto favorável na Malásia. O britânico venceu em 2014 e fez a pole position em três oportunidades - 2012, 2014 e 2015. Já o alemão nunca venceu ou terminou a classificação no primeiro lugar.

A corrida em Sepang também pode ser determinante para o Mundial de Construtores. A Mercedes, com 538 pontos, contra apenas 316 da Red Bull, pode conquistar o título se terminar a prova com uma vantagem de 215 pontos sobre a escuderia rival.

O último a vencer na Malásia foi o tetracampeão alemão Sebastian Vettel, que levou a melhor graças a uma acertada estratégia de sua equipe após a entrada do carro de segurança provocado por um acidente do sueco Marcus Ericsson (Sauber). Enquanto o piloto da Ferrari optou por duas paradas, as Mercedes decidiram ir aos boxes três vezes e foram ultrapassados por Vettel.

Apesar de pouco provável, uma nova vitória colocaria Vettel como o recordista do circuito, com cinco triunfos, superando os quatro obtidos pelo heptacampeão alemão Michael Schumacher.

Outro que irá atingir uma marca importante em Sepang é o britânico Jenson Button, que venceu o Grande Prêmio da Malásia em 2009 quando se tornou campeão mundial com a Brawn. Em Sepang, o veterano britânico completará sua 300ª corrida na Fórmula 1.

"Nunca pensei que fosse pilotar tanto. Quando comecei em 2000, meu pai me perguntava se eu correria até os 30, e eu respondi que não. Agora tenho 36 e começo meu Grande Prêmio de número 300", afirmou Button na entrevista coletiva prévia à etapa.

Com a Mercedes sem rivais, a Red Bull praticamente estabelecida como segunda força da temporada à frente da Ferrari, outra briga que chama atenção na reta final da temporada é pela quarta posição do Mundial de Construtores. Force India e Williams duelam para somar mais pontos e surpreender na Malásia.

O brasileiro Felipe Massa e o finlandês Valtteri somaram apenas 19 pontos nas últimas cinco corridas, ficando um ponto atrás, 112 a 111, da escuderia defendida pelo alemão Nico Hülkenberg e pelo mexicano Sergio Pérez, que obteve 39 pontos no mesmo período.

A temperatura e a umidade serão chaves no Grande Prêmio de Cingapura, um circuito que combina retas com curvas de baixa velocidade e onde as condições climáticas são imprevisíveis. A chuva pode aparecer a qualquer momento, possivelmente antes do treino de classificação do sábado ou durante a corrida no domingo.

A fabricante italiana Pirelli disponibilizou os compostos duro, médio e macio para uma pista que está de asfalto novo para melhorar a drenagem em caso de chuva e que pode ser palco de surpresas, como ocorreu no ano passado com a vitória da Ferrari.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo