Esporte

Brasil recebe Bolívia de olho em 3ª vitória seguida, que não vem desde 2013

05/10/2016 21h03

Natal (Brasil), 5 out (EFE).- O Brasil buscará a liderança das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018 ao receber a Bolívia nesta quinta-feira, na Arena das Dunas, em Natal, mas para ultrapassar o Uruguai na ponta da tabela será preciso vencer a terceira partida consecutiva, algo que não acontece desde 2013 em jogos oficiais.

A última vez que a seleção brasileira venceu três partidas em sequência foi na Copa das Confederações, que culminou com o título em casa, no Maracanã, após levar a melhor em todos os confrontos e bater a Espanha por 3 a 0 na final.

Desde então, as campanhas na Copa do Mundo, na Copa América do Chile e na edição de centenário do torneio continental, nos Estados Unidos, não corresponderam às expectativas, e os brasileiros novamente terão a chance de quebrar o tabu.

O feito "inédito" na nona rodada das Eliminatórias pode marcar o bom início de Tite no comando da seleção. Nos dois únicos jogos como técnico da equipe até agora, foram vitórias de 3 a 0 sobre o Equador, em Quito, e de 2 a 1 sobre a Colômbia, na Arena da Amazônia, em Manaus.

Para a partida contra a Bolívia, o treinador testará o terceiro capitão diferente em três jogos disputados. Após Miranda e Daniel Alves, o novo dono da braçadeira no rodízio será o meia Renato Augusto.

Além disso, Tite deverá encontrar alternativas para três desfalques importantes: Marcelo e Casemiro, lesionados, e Paulinho, que está suspenso. O substituto natural para a lateral esquerda é Filipe Luis. O meio deve ter a entrada de Giuliano e do volante Fernandinho, que volta à seleção após ter sido deixado de lado por Dunga.

Outra novidade para a partida pode ser a escalação de Philippe Coutinho no lugar de Willian, titular nos últimos jogos. Desta maneira, o jogador do Liverpool comporia o trio de ataque com Neymar e Gabriel Jesus.

O Brasil ocupa a segunda posição da tabela, com 15 pontos, um a menos que o Uruguai. Já a Bolívia está no oitavo lugar, mas chega a Natal em seu melhor momento nas Eliminatórias, após somar quatro pontos em dois jogos.

A equipe sentiu uma notável melhora desde a contratação do técnico argentino Ángel Guillermo Hoyos em agosto passado. Com Hoyos, os bolivianos venceram o Peru por 2 a 0 em casa e empataram em 0 a 0 com o Chile como visitantes.

A Bolívia também não terá todos os titulares à disposição. O goleiro Romel Quiñónez sofreu uma lesão no joelho esquerdo e o meia Walter Flores precisa cumprir uma partida de suspensão por acúmulo de cartões amarelos. Carlos Lampe deve ser escalado no gol, já a vaga aberta no meio deve ser preenchida por Walter Veizaga.

O maior desfalque boliviano será o volante Nelson Cabrera, não só pela importância na equipe, mas porque Hoyos decidiu não convocar o jogador devido à sua participação na partida contra o Peru, que é alvo de uma possível denúncia à Fifa que pode custar pontos ao país.

A Federação Peruana de Futebol anunciou nesta semana que denunciará a suposta escalação indevida do volante, já que Cabrera é paraguaio e não atende ao pré-requisito da Fifa de ter residido por pelo menos cinco anos na Bolívia para poder ser convocado.

Na segunda-feira, a Federação Boliviana de Futebol minimizou a possibilidade de sofrer uma sanção, que praticamente acabaria com as chances de classificação para a Copa do Mundo, ao alegar que "não se pode impugnar a qualquer hora ou de maneira indefinida" porque "há um princípio de segurança jurídica".



Prováveis escalações:.

Brasil: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho; Giuliano, Renato Augusto, Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus. Técnico: Tite.

Bolívia: Lampe; Rodríguez, Zenteno, Raldes e Marvin Bejarano; Veizaga, Azougue, Pablo Escobar, Campos; Marcelo Moreno e Duk. Técnico: Ángel Guillermo Hoyos.

Árbitro: Wilson Lamouroux (Colômbia), auxiliado pelos compatriotas Alexander Guzmán e Eduardo Díaz.

Estádio: Arena das Dunas, em Natal.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo