Esporte

Federação holandesa pede estudo sobre danos à saúde de gramados artificiais

Alejandro Zepeda/EFE
Imagem: Alejandro Zepeda/EFE

Da EFE, em Bruxelas (Bélgica)

05/10/2016 12h27

A Federação Holandesa de Futebol (KNVB) pediu a realização de pesquisas sobre os possíveis efeitos cancerígenos de substâncias presentes em gramados artificiais, segundo informações divulgadas nesta quarta-feira pelo portal de notícias "DutchNews".

De acordo com a entidade, é necessário confirmar se as células cancerígenas presentes nas partículas de borracha utilizadas nos gramados, fabricadas com pneus velhos, podem entrar no corpo dos atletas.

Em 2006, a KNVB encomendou um relatório à empresa de consultoria Industox, mas os resultados foram considerados superficiais, segundo o "DutchNews".

No começo deste ano, a Comissão Europeia ordenou uma investigação sobre as consequências do uso de produtos de borracha, incluindo as pequenas partículas no gramado artificial, cujos resultados serão publicados até dezembro. Além disso, nos Estados Unidos, o governo encomendou um relatório similar.

"Como toxicólogo, não jogaria nesses campos porque não podemos realizar uma avaliação adequada dos riscos", declarou o professor Martin van den Berg, da Universidade de Utrecht, a um programa de televisão local.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo