Esporte

"Jogar mais de 60 jogos por temporada é muito", afirma Zidane

Da EFE, em Paris

06/10/2016 16h36

O técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, opinou que um jogador não pode se manter no mesmo nível ao disputar mais de 60 partidas por temporada e considerou que os últimos maus resultados da equipe têm motivos "psicológicos".

"Na minha opinião, é impossível que um jogador faça mais de 60 partidas por temporada no mesmo nível", manifestou o francês, em alusão aos rodízios no Real Madrid e à situação de Cristiano Ronaldo, que foi substituído há duas semanas no jogo contra o Las Palmas, pelo Campeonato Espanhol.

Para Zidane, que concedeu entrevista à rádio francesa "RMC", antigamente se um jogador disputasse 60 partidas, isso apenas aconteceria em duas temporadas.

Por este motivo, os rodízios de jogadores são essenciais, de acordo com o técnico, inclusive para manter todos os integrantes do elenco motivados.

"Não vou dizer que vou substituir por substituir todo o tempo, mas é preciso colocar os jogadores para jogar de vez em quando, caso contrário, podem desenganchar do grupo", acrescentou.

Na longa entrevista, Zidane analisou o atual elenco do Real Madrid, especialmente os compatriotas Karim Benzema e Raphäel Varane, e reconheceu que o único jogador que não tem um substituto natural é o volante Casemiro.

Segundo o treinador do Real Madrid, Benzema "tem a ambição de ser melhor a cada dia" e lamentou os problemas físicos que o atacante sofreu no último jogo peo Campeonato Espanhol, o empate em 1 a 1 com o Eibar.

Sobre Varane, julgou que falta o zagueiro "falar mais em campo" como um líder, mas considerou que está "a caminho" de melhorar esse aspecto.

Com relação aos quatro empates consecutivos do Real Madrid, o francês se disse preocupado com os três válidos pelo campeonato nacional, mas que o da Liga dos Campeões, com o Borussia Dortmund, ocorreu em um contexto diferente.

"Não é algo catastrófico. É algo que não me agrada e não acredito que seja físico. É psicológico, e estamos buscando e vamos encontrar a solução", afirmou.

Pessoalmente, Zidane se vê como uma pessoa "mais serena", porque aprende "a cada dia" na profissão de treinador e explicou que se considera como um técnico aberto ao diálogo. Na opinião do francês, foi possível aprender com todos os treinadores que teve e com os quais trabalhou de perto, desde Carlo Ancelotti a José Mourinho.

Questionado sobre se um dia treinaria a seleção francesa, Zidane afirmou que a equipe nacional está em boas mãos com Didier Deschamps e que não pensa em "nada", pois estar no Real Madrid já representa "o topo do topo".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo