Esporte

Roma desiste de candidatura para sediar Jogos Olímpicos de 2024

11/10/2016 11h54

(Acrescenta detalhes no fim)

Roma, 11 out (EFE).- O presidente do Comitê Olímpico Italiano (CONI), Giovanni Malagò, retirou oficialmente nesta terça-feira a candidatura de Roma para sediar os Jogos Olímpicos de 2024 após receber o "não" da prefeita da capital, Virgínia Raggi.

Malagò lamentou em entrevista coletiva a oposição da Prefeitura da capital, desmentiu as acusações recebidas e anunciou que candidatará a cidade de Milão como sede para a sessão do COI de 2019.

"Hoje é o dia da clareza, é preciso dar muitas respostas. Escrevi ao Comitê Olímpico Internacional (COI) uma carta na qual informamos que interrompemos o programa de Roma 2024", anunciou Malagò em discurso na sede romana do CONI.

O presidente do órgão lamentou a falta de apoio da Prefeitura, que, segundo sua opinião, rejeitou a proposta por razões demagógicas.

"Eu, com coerência, afirmei que para realizar este projeto faziam falta três pilares. Desde o começo houve três pilares, mas depois um delas falhou por razões demagógicas. Tivemos que interrompê-lo a 11 meses de sua conclusão", disse.

Malagò desmentiu ponto a ponto as acusações recebidas de Raggi em setembro passado, quando informou sobre a rejeição definitiva à proposta olímpica. Entre as razões alegadas pela prefeita estava o exemplo de Madri, que segundo Raggi desistiu três vezes após promover sua candidatura.

"Eu me permito desmentir suas acusações, mas farei isso com elegância. É uma falsidade absoluta. Madri se candidatou três vezes consecutivas, para 2012, 2016 e 2020. Nunca retirou a candidatura, só decidiu não tentar pela quarta vez", afirmou o presidente do CONI.

O dirigente ressaltou também que os Jogos de 2024 serão "os primeiros com novas regras", o que permitiria a Roma "não pagar quase nada" e melhorar o sistema de transporte e a viabilidade de uma cidade que tem graves carências nos serviços básicos.

Ao desistir definitivamente da candidatura de Roma, o mandatário do CONI disse que apresentará a candidatura de Milão para ser sede da sessão do COI em 2019, alegando que a cidade nortista conta com o apoio dos dirigentes políticos.

Malagò agradeceu a todos os colaboradores pelo empenho e informou que o presidente do COI, o alemão Thomas Bach, estava "incomodado" pela situação na qual se encontrava o dirigente italiano.

"O COI está incomodado por mim, mas me disseram que mais do que isso não poderia ser feito", comentou.

Com a desistência de Roma, a disputa para sediar os Jogos de 2024 fica reduzida a três cidades: Paris, Los Angeles e Budapeste. A escolha será anunciada em setembro de 2017, em Lima.

Hamburgo também desistiu da disputa em novembro de 2015, após perder um referendo convocado na cidade. Antes, o COI tinha acordado com Baku a não apresentação de seu projeto por considerar que era necessário evoluir para ter chances.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo