Esporte

Estreia como jogador profissional de Diego Maradona completa 40 anos

20/10/2016 13h27

Buenos Aires, 20 out (EFE).- Há exatamente 40 anos, no dia 20 de outubro de 1976, um jovem argentino chamado Diego Maradona estreava no futebol profissional, marcando o início de uma trajetória cheia de grandes lances, títulos, mas também de muita polêmica.

A então promessa começou a carreira com derrota, em partida que o Argentinos Juniors caiu diante do Talleres por 1 a 0, para um público de 7.700 pessoas, que provavelmente, não imaginavam até onde aquele menino, de apenas 15 anos, poderia chegar.

O técnico Juan Carlos Montes colocou Maradona, que vestia a camisa 16, em campo no segundo tempo, substituindo Rubén Giacobetti, em uma alteração que deixou incrédulo o próprio jovem jogador.

"Quando ele disse, 'se prepare, neném', eu pensei 'será que falou para mim?'. Olhei em volta e não havia muitos nenéns. Era eu, Me aqueci, mas acho que só por uns 30 segundos e ele me mandou entrar", revelou o craque, ao jornal argentino "Olé".

Em 2006, na autobiografia "Eu Sou Diego", Maradona contou que o técnico do Argentinos Juniors deu toda confiança a ele no momento da substituição, pedindo que mostrasse o futebol que sabia jogar.

"Logo fiz isso. Recebi a bola de costas para meu marcador, que era Juan Domingo Cabrera e joguei a bola entre suas pernas. A bola passou limpa e, em seguida, escutei o grito das pessoas, como se fossem boas-vindas", relatou.

Na época, Maradona já era conhecido no Argentinos Juniors por fazer malabarismos com a bola no intervalo das partidas do time profissional, enquanto defendia o imbatível time juvenil do clube.

Em 1981, o hoje "Deus" para o torcedor argentino, se transferiu para o Boca Juniors, que defendeu por um ano - voltando posteriormente para passagem entre 1995 e 1997. Em seguida, defendeu Barcelona (1982 a 1984), Napoli (1984 a 1992), Sevilla (1992 a 1993) e Newell's Old Boys (1993 a 1994).

O sucesso com a seleção argentina começou ainda em 1979, quando conquistou o Campeonato Mundial de Juniores. Sete anos depois foi o grande nome da conquista do planeta com a equipe principal, no México, com direito a gols antológicos na campanha.

Como técnico, passou por Deportivo Mandiyú e Racing, ambos do país natal, pela 'Albiceleste' e pelo Al Wasl, dos Emirados Árabes, mas não conseguiu repetir o sucesso dos tempos de jogador.

O craque, no entanto, tem o nome marcado pelos exames positivos em exames antidoping, o mais repercutido tendo acontecido na Copa do Mundo de 1994. Além disso, se envolveu em confusões dentro e fora dos gramados.

Daqui dez dias, Maradona completa 56 anos, seguindo exaltado pelo talento que começou a mostrar há quatro décadas, ainda como um menino franzino vestindo a camisa do Argentinos Juniors.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo