Esporte

City vira, se firma em 2º e evita classificação antecipada do Barcelona

01/11/2016 20h01

Redação Central, 1 nov (EFE).- O Barcelona poderia ter garantido uma vaga nas oitavas de final da Liga dos Campeões nesta terça-feira com duas rodadas de antecipação, mas adiou os planos de classificação ao perder para o Manchester City por 3 a 1 no Etihad Stadium, em um dos melhores jogos desta edição do torneio.

O domínio nos primeiros 30 minutos de partida em Manchester foi todo do Barça, que saiu à frente aos 21, com a participação de todos os integrantes do badalado trio de ataque. Suárez puxou contra-ataque e acionou Neymar, que acelerou pela esquerda e rolou para o meio até Messi. O argentino adiantou e tocou rasteiro no canto direito, sem chance para o goleiro Caballero.

O time catalão teve chances para ampliar, mas não aproveitou e acabou sucumbindo à reação dos 'Citizens', que empataram aos 39 minutos. Agüero roubou de Sergi Roberto na esquerda de ataque e virou para Sterling, que tocou para Gündogan completar para a rede.

O City voltou do vestiário com tudo e virou o placar aos seis minutos, com bonito gol de falta de de De Bruyne. Aos 28, após cruzamento da esquerda, Agüero perdeu chance de maneira incrível, mas acabou sem querer ajeitando para Gündogan marcar o terceiro.

Apesar da derrota, o Barça ainda lidera o grupo C da Liga dos Campeões, com nove pontos. A equipe de Manchester se manteve em segundo lugar, com sete e agora três de diferença para o Borussia Mönchengladbach. O representante alemão não passou de um empate em 1 a 1 com o lanterna Celtic (2 pontos) no Borussia Park.

O Barça desperdiçou a chance da classificação, mas quatro equipes garantiram vaga no mata-mata nesta terça. Duas delas são Atlético de Madrid (10 pontos) e Bayern de Munique (9), respectivamente líder e vice-líder do grupo D. Rostov, com dois pontos, e PSV Eindhoven, com um, estão eliminados.

A equipe 'rojiblanca', com o lateral-esquerdo Filipe Luis em campo, não passou de um empate com o time russo em 1 a 1 no Vicente Calderón. Os donos da casa fizeram 1 a 0 aos 28 minutos da primeira etapa, quando Ferreira-Carrasco foi acionado no meio e enfiou nas costas da zaga pelo alto até Griezmann. Com estilo, o francês pegou de primeira e estufou a rede.

No entanto, foram necessários apenas dois minutos para que o Rostov empatasse. A defesa do 'Atleti' deu espaço, Azmoun recebeu livre e deslocou Oblak para deixar tudo igual.

Já o Bayern fez 2 a 1 de virada sobre o PSV em Eindhoven. O time mandante saiu em vantagem no Philips Stadium graça a uma falha da arbitragem. Aos 14 minutos de jogo, Pröpper cabeceou, Neur fez grande defesa e, impedido, Arias aproveitou o rebote para mandar para o gol.

Ainda antes do intervalo, aos 33, a bola bateu na mão de Guardado dentro da área, e o árbitro marcou pênalti para o Bayern. Lewandowski cobrou e converteu. Na etapa final, aos 29, o próprio polonês aproveitou levantamento de Alaba e marcou o segundo.

Os outros dois classificados são Paris Saint-Germain e Arsenal, que foram a dez pontos no grupo A ao baterem o Basel por 2 a 1 e o Ludogorets por 3 a 2, respectivamente.

Na Basileia, aos 43 minutos do primeiro tempo, após o escanteio, a defesa da equipe suíça afastou apenas parcialmente, e Meunier chegou batendo. A bola iria para fora, mas desviou em Matuidi, que fez 1 a 0 para o PSG.

O Basel até igualou, com Zuffi, aos 30 minutos do segundo tempo, mas Meunier selou a vitória e a consequente classificação com um gol aos 45.

Os 'Gunners' também sofreram, mas bateram o Ludogorets de virada. Jonathan Cafu, que deixou o São Paulo pela porta dos fundos no ano passado, foi quem abriu o placar, aos 12 minutos da etapa inicial. Ele ainda deu o passe para Keserü aumentar três minutos depois.

Sem se entregar, o Arsenal buscou a igualdade ainda no primeiro tempo, com gols de Xhaka, aos 21 minutos, e Giroud, em bonito cabeceio, aos 42. Na etapa final, aos 43, Özil fez fila na defesa adversária e assinalou uma pintura para definir o resultado a favor do time londrino.

Pelo grupo B, o Benfica contou com heróis brasileiros para vencer o Dínamo de Kiev por 1 a 0 no Estádio da Luz e se manter vivo na competição. Pouco antes do intervalo, aos 46 minutos, Luisão sofreu pênalti, e o argentino Salvio bateu com precisão. No segundo tempo, aos 24, Júnior Moraes, ex-jogador do Santos, também teve penalidade para cobrar, mas Ederson evitou a igualdade fazendo a defesa.

Com o triunfo, os 'Encarnados' assumiram a ponta da chave, com sete pontos, mesmo número do Napoli, que mais cedo empatou com o Besiktas em 1 a 1 em Istambul. O representante turco soma seis pontos, enquanto o Dínamo tem apenas um.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo