Esporte

Federação Alemã confirma sequência de interino na presidência após escândalo

04/11/2016 11h43

Berlim, 4 nov (EFE).- A Federação Alemã de Futebol (DFB) confirmou nesta sexta-feira a sequência de Reinhard Grindel como presidente da entidade, depois de ele ter assumido o cargo de forma interina após a renúncia de Wolfgang Niersbach, afetado pelo escândalo da suposta compra de votos para a Copa do Mundo de 2006.

Os 260 delegados da DFB ratificaram o nome de Grindel, que reiterou na assembleia que o confirmou no cargo o compromisso com a modernização e saneamento da entidade. O dirigente, além disso, se propõe a reformar a estrutura da entidade com profundidade.

Grindel, ex-deputado da União Democrata-Cristã (CDU), partido presidido pela chanceler Angela Merkl, assumiu o cargo em abril em meio as suspeitas de corrupção que afetam o futebol. Um dos nomes envolvidos no escândalo é o ex-jogador e ex-presidente do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2006, Franz Beckenbauer.

A assembleia da DFB foi aberta na noite de ontem, em Erfurt, no leste do país, com um discurso de Merkel, entusiasta do futebol e especialmente da seleção desde a época de Jürgen Klismann na frente da equipe, de 2004 e 2006.

Klinsmann recebeu das mãos da líder o prêmio de jogador honorário da DFB por sua trajetória como jogador e técnico da seleção.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo