Esporte

Murray diz que chega às Finais da ATP após melhor ano da carreira

11/11/2016 15h57

Londres, 11 nov (EFE).- Novo número um do mundo, o britânico Andy Murray destacou nesta sexta-feira a consistência que apresentou em quadra nos últimos meses e afirmou que chega às Finais da ATP depois de viver o "melhor ano" da carreira.

"Fui consistente nos grandes eventos e joguei muito bem. Inclusive as partidas que perdi foram muito disputadas, como no US Open e a Copa Davis, contra (Juan Martín) del Potro. Foi o melhor ano da minha carreira", disse o britânico em entrevista coletiva antes do início do torneio, que reúne os oito melhores do ranking.

Murray estreará na capital britânica seu novo status de número um do ranking da ATP, que "roubou" de Novak Djokovic durante a disputa do Masters 1.000 de Paris, que conquistou ao vencer o americano John Isner na decisão por 3 sets 0, parciais de 6-3, 6-7(4), 6-4.

Murray, porém, disse que não se sente diferente por agora estar no topo do ranking mundial. A única coisa que mudou é que ele está com "mais confiança" do que o normal antes do início de um torneio.

"Me sinto muito bem, claro, mas não há nada diferente comparado à semana passada. Acordo na mesma hora de sempre. Talvez me sinta mais cômodo e com mais confiança durante uma partida ou torneio", disse.

Murray conquistou sete títulos em 2016, entre eles o torneio de Wimbledon. Além disso, o britânico venceu os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, batendo Del Potro na final, e agora confia que conquistará o primeiro Finais da ATP depois de sete participações.

"Me sinto mais preparado do que nos últimos anos. Na última temporada, foi difícil porque me preparei para o torneio jogando no saibro para a final da Copa Davis na Bélgica", explicou.

"Neste ano, tive alguns dias de descanso, treinei e estou ficando na minha casa, não em um hotel. A quadra é, talvez, algo mais rápida, mas é uma boa notícia", afirmou o britânico, que indicou Djokovic como o rival a bater.

"Novak não mostrou seu melhor tênis nos últimos meses, mas o mostrará. Voltará em breve e aqui, em Londres, ganhou os últimos quatro anos. Por isso, tudo indica que disputará um grande torneio", destacou o novo número um do ranking da ATP.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo