Esporte

Na 1ª partida como melhor do mundo, Murray vence Cilic pelas Finais da ATP

14/11/2016 21h53

Miguel Luengo.

Londres, 14 nov (EFE).- Empurrado pela torcida londrina na Arena O2 ao estrear como novo número 1 do mundo, o britânico Andy Murray venceu nesta segunda-feira o croata Marin Cilic, com parciais de 6-3 e 6-2, pela primeira rodada do grupo John McEnroe nas Finais da ATP.

Murray acabou com a resistência de Cilic em 90 minutos, em um ambiente de Copa Davis, com torcedores britânicos que gritavam a cada jogada e preocupados quando o tenista da casa levou a mão à coxa esquerda no segundo set.

As dores não parecem ter feito diferença. Murray fechou a 74ª vitória no ano jogando ainda melhor, bem diferente de quando perdeu para o próprio Cilic na final do Masters 1000 de Cincinnati em agosto.

Esta é a oitava participação Murray nas Finais da ATP, torneio no qual foi semifinalista três vezes (2008, 2010 e 2012) e que neste ano precisa vencer para terminar a temporada como líder do ranking.

"Agradeço ao público pela recepção. Continuarei trabalhando duro para dar momentos como este aos torcedores", disse Murray à beira da quadra após vencer a primeira.

Antes, o japonês Kei Nishikori, que ainda pode terminar o ano como terceiro melhor do mundo, derrotou o suíço Stan Wawrinka, vencedor do US Open, por 6-2 e 6-3 em sua estreia no Grupo John McEnroe.

Wawrinka é o atual terceiro colocado no ranking, atrás de Murray e Djokovic. O suíço começou a semana com 410 pontos de vantagem sobre o tenista japonês, mas com a vitória desta segunda-feira Nishikori já ganhou mais 200, reduzindo a diferença.

Todas as derrotas de Wawrinka nas Finais da ATP até então tinham sido causadas por números 1, como Roger Federer, Rafael Nadal e Novak Djokovic, mas o suíço, que alcançou as semifinais nos três últimos anos, não foi páreo para o japonês nesta segunda-feira.

"Não foi um grande jogo, comparado com o que podia ter feito. Não me encontrei na quadra hoje. Estive lento em tudo, com muitas dúvidas em meu jogo e em meus movimentos. Tenho certeza que ainda tenho algo dentro de mim para jogar um grande tênis até o final do ano. Vou me esforçar para ser melhor nos dois próximos dias", disse o Wawrinka.

"Não penso muito sobre o ranking, mas seria lindo terminar em quarto ou terceiro. Terei uma boa oportunidade se jogar bem nesta semana", comentou Nishikori, que atualmente ocupa a quinta posição na classificação mundial.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo