Esporte

Chile vira contra o Uruguai, sobe para 4º e garante Brasil na liderança

15/11/2016 23h44

Santiago (Chile), 15 nov (EFE).- Mesmo sem ainda ter entrado em campo pela 12ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, o Brasil se garantiu no topo da tabela de classificação até o ano que vem, já que o Uruguai, vice-líder, foi derrotado pelo Chile por 3 a 1 de virada no Estáido Nacional, em Santiago.

A 'Celeste' até saiu na frente, com gol de Cavani, mas Sánchez, que marcou duas vezes, e Vargas selaram o triunfo da atual bicampeã da Copa América, agora quarta colocada na classificatória da Conmebol.

O revés deixou os uruguaios com 23 pontos, um a menos que a equipe de Tite, que mais tarde jogará contra o Peru em Lima. Já 'La Roja' tem 20, ficando atrás do Equador do no saldo de gols.

Mesmo jogando fora de casa, o Uruguai começou o jogo com tudo e teve duas grandes chances em menos de cinco muitos de bola rolando, ambas com Cavani. Na primeira, a um minuto, Bravo fez grande defesa; na segunda, o centroavante pegou mal e isolou.

A sorte sorriu novamente para Cavani aos 18 minutos, e desta vez o jogador do Paris Saint-Germain não vacilou. Medel e Díaz bateram cabeça, Suárez recolheu e serviu o camisa 21, que tirou do goleiro e abriu o placar.

A 'Celeste' poderia ter ampliado aos 27, quando Cavani invadiu a área, chegou primeiro que Bravo e caiu. O árbitro paraguaio Enrique Cáceres, porém, considerou que não pênalti e mandou seguir.

Acuado em um primeiro momento, o Chile foi reagindo aos poucos e empatou pouco antes do intervalo, aos 46 minutos. Sánchez abriu na esquerda para Beausejour, que cruzou na medida para Vargas cabecear e balançar a rede.

Na volta do vestiário, a bicampeã mundial não demonstrou o mesmo ímpeto e acabou sucumbindo ao volume de jogo da vencedora das duas últimas edições da Copa América, que virou aos 16. Sánchez fintou Vecino com o corpo, arriscou de primeira e contou com falha de Muslera para desempatar.

Mesmo em desvantagem, a 'Celeste' não teve forças para reagir, e quem voltou a mexer no placar foi o Chile, novamente com Sánchez. Aos 30 minutos, o atacante do Arsenal foi lançado por Díaz, ganhou de dois marcadores e finalizou no canto, sem defesa para o goleiro uruguaio.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo