Esporte

Chapecoense recebe San Lorenzo em semifinal histórica na Sul-Americana

22/11/2016 15h33

Rio de Janeiro, 22 nov (EFE).- A Chapecoense escreve nesta quarta-feira, a partir de 21h45 (horário de Brasília), o capítulo mais importante de sua história internacional, no duelo de volta dsa semifinais da Copa Sul-Americana, contra o San Lorenzo, da Argentina.

Há três semanas, o Verdão do Oeste de Santa Catarina arrancou empate com o rival em 1 a 1, em pleno estádio Nuevo Gasómetro. O atacante uruguaio Martín Cauteruccio abriu o placar para os anfitriões, e Ananias, aos 16 minutos do segundo tempo, deixou tudo igual.

Com o resultado, a Chape joga pela vitória ou por igualdade em 0 a 0. Caso se repita o placar da partida do início deste mês, a vaga na final do torneio, que será contra o vencedor do confronto entre Nacional de Medellín, da Colômbia, e Cerro Porteño, do Paraguai, será definida nos pênaltis.

A expectativa para esta quarta-feira na Arena Condá é a de um caldeirão. Até a manhã da véspera do duelo, mais de 15 mil ingressos, além dos destinados aos visitantes, foram comercializados. A procura obrigou o clube a liberar mais duas mil entradas para a partida.

Com isso, será batido o recorde de público do estádio no ano, que é 15.279, na final do Campeonato Catarinense, no empate com o Joinville em 1 a 1, que valeu taça para o Verdão. O público máximo que o estádio da Chapecoense pode receber, conforme liberação das autoridades de segurança, é de 19,3 mil pessoas.

Para a partida, o técnico Caio Júnior deve repetir a base que derrotou o São Paulo, no fim de semana, por 2 a 0. O resultado colocou a Chapecoense na nona posição do Campeonato Brasileiro, ainda com chances de garantir vaga na Taça Libertadores através da competição nacional - o campeão da Sul-Americana também pode carimbar passaporte para o principal torneio do continente.

Único jogador que ficou fora da vitória sobre o Tricolor e que atuará contra o San Lorenzo, é o centroavante Kempes, que substituirá Bruno Rangel. Outras dúvidas do treinador da equipe catarinense estão entre os volantes Matheus Biteco e Gil, e os atacantes Lucas Gomes e Ananias.

O San Lorenzo, que é treinado pelo uruguaio Diego Aguirre, que recentemente passou por Internacional e Atlético Mineiro, chega ao brasil com dois desfalques importantes, o meia Fernando Belluschi, que está suspenso, e o atacante Gonzalo Bergessio, que ainda se recupera de uma entorse no joelho direito.

Por outro lado, o centroavante Nicolás Blandi retornará ao time depois de alguns dias de afastamento, devido uma lesão muscular na perna direita, para atuar no setor ofensivo ao lado de Cauteruccio e também de Ezequiel Cerutti.



Prováveis escalações:.

Chapecoense: Danilo, Caramelo, Willian Thiego, Neto e Dener; Josimar, Matheus Biteco (ou Gil) e Cléber Santana; Tiaguinho, Lucas Gomes (ou Ananias) e Kempes. Técnico: Caio Júnior.

San Lorenzo: Torrico; Angeleri, Coloccini, Caruzzo e Más; Mussis, Corujo e Ortigoza; Cauteruccio, Cerutti e Blandi. Técnico: Diego Aguirre.

Árbitro: Daniel Fedorczuk (Uruguai), auxiliado pelos compatriotas Miguel Nievas e Richard Trinidad.

Estádio: Arena Condá, em Chapecó.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo