Esporte

Real vence Sporting, garante classificação e ainda briga para ser líder

22/11/2016 19h51

Lisboa, 22 nov (EFE).- Com 99% de chances de classificação antes de a bola rolar, o Real Madrid derrubou "aquele 1% vagabundo" e se garantiu nas oitavas de final da Liga dos Campeões ao vencer o Sporting por 2 a 1 nesta terça-feira no estádio José Alvalade, em Lisboa, e de quebra ainda manteve as chances de ser líder do grupo F.

Com a vitória, o atual campeão foi a 11 pontos, dois a menos que o Borussia Dortmund, que enfrentou o Legia Varsóvia em casa, no Signal Iduna Park, e, em uma partida totalmente atípica, levou a melhor por 8 a 4, no duelo com mais gols em toda a história da 'Champions'.

Assim, a ponta da tabela, que dá a vantagem de decidir o confronto de oitavas como mandante, será definida em confronto direto no próximo dia 7, no Santiago Bernabéu.

O outro jogo da chave, no mesmo dia, também terá cara de mata-mata. Com três pontos, o Sporting jogará pelo empate diante do Legia, na Polônia, para ir à Liga Europa. Para obter esse "prêmio de consolação", o time de Varsóvia precisará do triunfo.

O duelo desta terça marcou a volta de Cristiano Ronaldo ao estádio onde deu os primeiros passos e fez os primeiros gols como profissional. O craque português foi homenageado no telão e aplaudido por um público de 50.046 pessoas, recorde do Alvalade.

Zinedine Zidane contou com o retorno de Sergio Ramos à zaga, mas ainda teve o desfalque de Pepe, o que fez com que Varane fosse titular da defesa, setor que teve ainda a presença do lateral-esquerdo Marcelo, com o lateral-direito Danilo no banco. No meio-campo, as baixas foram Casemiro e Kroos, abrindo espaço para Kovacic e Isco, enquanto no ataque Benzema ficou no banco, Morata não foi relacionado, e Vázquez começou jogando.

No Sporting, apenas um brasileiro figurou no 11 inicial, o meia Bruno César, ex-jogador de Corinthians e Palmeiras. O meia Elias e o atacante André ficaram no banco, e apenas o centroavante foi para o jogo.

De volta à "casa", Cristiano Ronaldo deu as cartas logo aos quatro minutos de bola rolando. Isco abriu na direita para Carvajal, que rolou para o camisa 7. O atacante levou para o meio e, de pé esquerdo, chutou rasteiro para defesa firme de Rui Patrício.

O jogo era lá e cá, mas o Real era mais incisivo e incomodou novamente aos 13 minutos. Bale cruzou fechado da esquerda e Coates pegou mal na bola, mas conseguiu afastar em escanteio. Na resposta dos 'Leões', em contra-ataque puxado aos 17, Gelson Martins cruzou e Dost não completou por centímetros.

Principal encarregado dos gols da equipe lisboeta, Dost acabou sendo vilão no campo de defesa. Aos 28, Cristiano encarou a marcação pela esquerda e sofreu falta. Modric cobrou, Cristiano Ronaldo desviou, e Varane balançou a rede com uma finalização por baixo. O zagueiro francês só não estava em condição irregular porque o centroavante holandês falhou na linha de impedimento.

O Sporting esteve perto do empate, mas o próprio Varane salvou o Real. Aos 31, Bruno César tabelou com Gelson Martins e, após corta-luz de Adrien Silva, chegou batendo, mas o defensor colocou a cabeça na trajetória da bola e interceptou.

O próprio Bruno César tentou novamente aos 40 minutos, em cobrança de falta, e mandou raspando o poste esquerdo. Também batendo infração, aos 44, Cristiano obrigou esforço de Dost para cortar.

A equipe portuguesa voltou para o segundo tempo pressionando e criou perigo logo aos seis minutos. William Carvalho abriu na direita para Gelson Martins, que tocou para o meio da área. A defesa afastou, o próprio William ficou com a sobra, mas carimbou a zaga. Dois minutos depois, Zeegelaar driblou bonito e levantou, mas Bruno César levou a pior contra a zaga.

A situação dos 'Leões' já não era tão fácil e piorou aos 18 minutos. Campbell sofreu falta, e Kovacic tentou esfriar o jogo, João Pereira o agrediu e foi expulso, deixando o time anfitrião com dez homens.

A impressão era de que o Real aproveitaria a vantagem numérica. Aos 22 minutos, Cristiano Ronaldo enfiou até Asensio, que por centímetros não dominou dentro da área.

Entretanto, o que se viu foi o Sporting se desdobrando em busca da igualdade. Aos 27, Schelotto levantou e Dost não conseguiu concluir, mas a sobra ficou com William Carvalho, que chutou por cima.

O esforço do time mandante foi recompensado aos 34, em um lance curioso. Campbell dominou com a mão, mas a arbitragem deixou seguir. Coentrão levantou o braço para reclamar, interceptou o passe sem querer, e o escocês William Collum marcou pênalti. Adrien Silva cobrou com força no canto direito e empatou.

Mas a alegria da torcida local e a esperança de buscar a virada duraram apenas oito minutos, tempo necessário para Benzema desempatar. O centroavante francês, que saíra do banco, aproveitou cruzamento de Sergio Ramos da direita e arrematou para a rede.

No Signal Iduna Park, o jogo foi de eficiência ofensiva e falhas das duas defesas, o que permitiu que sete gols fossem marcados. O Legia começou surpreendendo e fez 1 a 0, com Prijovic, aos dez minutos. No entanto, Kagawa, com dois gols, e Sahin, com um, viraram e já abriram vantagem para o Dortmund num intervalo de três minutos, dos 17 aos 20.

Prijovic ainda marcou mais um, aos 24, mas rapidamente os 'Aurinegros' transformaram o placar em goleada. Dembelé assinalou o quarto, aos 29, e Reus aumentou aos 32.

O próprio meia alemão foi o responsável pelo sexto dos donos da casa, ocorrido já depois do intervalo, aos sete. Na sequência, aos 12 minutos, Kucharczyk marcou o terceiro do time de Varsóvia, deixando o jogo em 6 a 3.

O ímpeto ofensivo de ambas as partes não diminuiu até o apito final, e ainda houve tempo para a rede balançar mais três vezes, a partir dos 35 minutos. Passlack marcou o sétimo do Dortmund, aos 36, Nikolic descontou dois minutos depois, e Reus completou um "hat-trick" aos 47 para fechar a conta.



Ficha técnica:.

Sporting: Rui Patrício; João Pereira, Coates, Semedo e Zeegelaar; William Carvalho, Gelson Martins, Adrien Silva, Bruno César (Campbell) e Bryan Ruíz (Schelotto); Dost (André). Técnico: Jorge Jesus.

Real Madrid: Navas; Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Marcelo (Fabio Coentrão); Kovacic, Modric e Isco (Benzema); Bale (Asensio), Cristiano Ronaldo e Vázquez. Técnico: Zinedine Zidane.

Árbitro: William Collum (Escócia), auxiliado pelos compatriotas Francis Connor e Douglas Ross.

Cartões amarelos: Coates (Sporting); Marcelo e Kovacic (Real Madrid).

Cartão vermelho: João Pereira (Sporting).

Gols: Adrien Silva, Bryan Ruíz, Campbell e André (Sporting) Varane e Benzema (Real Madrid).

Estádio: José Alvalade, em Lisboa.

dr/rd

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo