Esporte

Após reação incrível, León inicia busca por vaga na final do Apertura

29/11/2016 21h16

Cidade do México, 29 nov (EFE).- Protagonista de uma das maiores reações do futebol mundial em 2016, saindo da lanterna até as semifinais do Torneio Apertura do Campeonato Mexicano, o León iniciará nesta quarta-feira, diante do Tigres, uma vaga na decisão, a primeira desde a conquista do Clausura de 2014.

Os 'Esmeraldas' começaram o Apertura jogando mal e chegaram a segurar a lanterna nas primeiras rodadas. Com apenas uma vitória nas sete primeiras rodadas, a diretoria optou pela demissão do técnico Luis Fernando Tena e a contratação do argentino José Torrente.

A mudança se mostrou certeira. O time da cidade de León não perdeu mais durante a fase de grupos, se classificou com o oitavo lugar e nas quartas de final eliminou o então dono da melhor campanha, o Tijuana, com uma vitória por 3 a 0 em casa e uma derrota por 3 a 2 fora.

Entre as peças importantes na reação do time, estão três jogadores que até pouco tempo atrás defendiam o adversário desta quarta no Estádio León, o lateral-direito Navarro, o meia Hernández e o atacante Burbano. Este último é o único que não deverá ser titular, já que perdeu lugar na formação inicial devido a uma lesão.

O Tigres também vem embalado. Terceiro colocado na primeira fase, a equipe dirigida pelo brasileiro Ricardo Ferretti passou às semifinais empatando com o Pumas em 2 a 2 como visitante e goleando por 5 a 0 no Estádio Universitário, em San Nicolás de los Garza. O grande nome do triunfo foi o atacante Gignac, com três gols.

Em León, 'Tuca' Ferretti, que conta com o zagueiro Juninho, ex-Botafogo, terá uma série de desfalque, todos por lesão. Entre as baixas, estão o lateral Acosta, o volante Viniegra, os meia-atacantes Zelarayán e Álvarez e o atacante Quiñones.

A outra semifinal colocará frente a frente duas equipes tradicionais, mas que têm história recente distinta. Maior campeão da história do México, com 12 títulos, o América irá ao estádio Victoria encarar o Necaxa, que tem três taças, a última delas obtida em 1998.

Enquanto os 'Águilas' são figurinhas fáceis nos playoffs, os 'Rayos' não se classificavam para o mata-mata desde o Clausura de 2008. Desde então, sofreu dois rebaixamentos e voltou à elite nesta temporada.

Embora as últimas campanhas tenham sido melhores, o presidente esportivo do América, Ricardo Peláez, não vê o time do treinador Ricardo La Volpe como favorito.

"Favorito, para mim, não há. Chegamos nas mesmas circunstâncias. O regulamento nos coloca como mandantes no jogo de volta e nos dá a vantagem em caso de empate, mas os jogos devem ser jogados, e temos um profundo respeito pelo adversário", declarou o dirigente.

A boa notícia para La Volpe é o retorno do zagueiro e lateral-direito Valdez, que vinha sendo baixa por problemas no joelho. Dessa forma, a única ausência será o meia Sambueza, ex-Flamengo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo