Esporte

Condições meteorológicas dificultam retirada de corpos de acidente aéreo

29/11/2016 17h29

Bogotá, 29 nov (EFE).- As condições meteorológicas estão dificultando o trabalho da Força Aérea Colombiana para transferir os corpos das vítimas do acidente com o voo que levava a delegação da Chapecoense, no qual morreram 71 pessoas, obrigando que eles sejam levados primeiro ao município de Ríonegro para só depois transportá-los até Medellín, principal cidade da região.

"Devido às difíceis condições meteorológicas, os corpos retirados por via aérea, em uma titânica e arriscada operação, foram levados à unidade localizada em Ríonegro, de onde serão transportados a Medellín", informou a Força Aérea Colombiana em comunicado.

O Instituto de Hidrologia, Meteorologia e Estudos Ambientais da Colômbia (Ideam) informou que o tempo está nublado e chuvoso na região de Ríonegro, no departamento de Antioquia.

As equipes de resgate já conseguiram recuperar 48 corpos doa avião que se chocou contra a montanha de El Gordo, no município de La Unión, vizinho a Ríonegro.

Os socorristas da Força Aérea trabalham ao lado de 25 homens da Unidade de Operações Especiais em Emergências e Desastres da Polícia Nacional e soldados dos órgãos de resgaste em terra.

Além disso, a Polícia de Medellín enviou 300 agentes ao local do acidente para auxiliar nos trabalhos de resgate, coordenados pelo diretor-geral da Polícia Nacional da Colômbia, o general Jorge Nieto, que também está na região onde o avião caiu.

"Já foram levados 30 corpos ao aeroporto Olaya Herrera, em Medellín, onde há outra equipe da Polícia Judicial para fazer a verificação deles e levá-los posteriormente aos legistas", explicou.

Segundo Nieto, o trabalho de identificação dos corpos está sendo feito com uma cooperação internacional que conta com a ajuda da Interpol. Depois, as vítimas serão levadas aos legistas que ficarão responsáveis por liberá-las às famílias.

O avião que transportava 77 pessoas, entre jogadores, membros da comissão técnica, dirigentes, jornalistas e tripulação, caiu perto do aeroporto José María Cordóva, nos arredores de Medellín, onde a Chapecoense se dirigia para disputar a primeira partida da decisão da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo