Esporte

Ex-jogador inglês revela que tentou matar técnico que o estuprou na base

Da EFE, em Londres (Inglaterra)

30/11/2016 20h16

O ex-jogador inglês Derek Bell revelou nesta quarta-feira que tentou matar o técnico que abusou sexualmente dele e o estuprou durante quatro anos na década de 1970.

Bell, ex-jogador do Newcastle, revelou à "BBC Radio 5" como George Ormond, técnico de quando ele jogava nas categorias de base do Montagu & North Fenham, abusou dele dos 12 até os 16 anos.

Ormond, que foi condenado a seis anos de prisão em 2002, após ter sido considerado culpado de ter cometido vários abusos sexuais contra menores de idade, coincidiu com Bell em Newcastle na década de 1990. O ex-jogador trabalhava na cidade quando o técnico foi contratado para trabalhar nas divisões de base do clube.

Bell disse que um dia viu Ormond vagando escondido nos arredores de um albergue juvenil. Por isso, decidiu ir até em casa e "pegar uma faca de 30 centímetros para matá-lo".

"Pensei: não posso continuar vivendo assim. A cada lugar que vou, continuaria o vendo. Isso me fez lembrar muitas coisas e queria matá-lo", contou o ex-jogador.

"Fui até a casa dele com uma faca escondida no bolso. Por sorte dele, essa tarde ele não estava lá. Os vizinhos viram o que estava ocorrendo e vieram me perguntar o que eu estava fazendo. Por isso, acabei fugindo de lá", completou Bell, que jogou nas categorias de base do Newcastle no início da década de 1980.

Bell, que disse que Ormond abusou sexualmente dele "centenas e centenas de vezes", retornou a casa do técnico dias depois com um gravador escondido.

"Só perguntei qual era o motivo para ele ter me estuprado, ameaçado e chantageado constantemente. Mas ele não pediu desculpa uma única vez. Só disse que não sabia por que tinha feito", revelou.

O ex-jogador, que disse ter tentado se suicidar em três oportunidades, acredita que contando sua história pode "ajudar as vítimas a darem um passo à frente".

"Passei por muitas coisas e posso ajudar as pessoas. Digo para que sejam fortes e que não se sintam envergonhadas", afirmou.

Nas últimas semanas, mais de 20 ex-jogadores ingleses afirmaram ter sofrido abusos sexuais ou terem sido vítimas de estupro no início de suas carreiras. Os casos estão sendo investigados pela polícia britânica.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo