Esporte

Cavani faz de bicicleta, mas PSG tropeça em casa e fica em 2º de grupo

06/12/2016 20h16

Paris, 6 dez (EFE).- O Paris Saint-Germain entrou em campo nesta terça-feira dependendo das próprias forças para ser líder do grupo A da Liga dos Campeões, mas ficou no empate com o já eliminado Ludogorets em 2 a 2 em pleno Parc des Princes e ficou com a segunda posição, atrás do Arsenal.

O tropeço deixou o PSG com 12 pontos, dois a menos que os 'Gunners', que golearam o Basel por 4 a 1 e pularam para a ponta. Com três pontos, contra dois da equipe da Basileia, o representante búlgaro obteve uma vaga na Liga Europa.

O tetracampeão francês esteve duas vezes em desvantagem no placar em Paris, sofrendo gols de Misidjan e Wanderson. Nas duas, até buscou a igualdade, em linda bicicleta de Cavani e com Di María, este nos acréscimos, mas não foi suficiente para evitar a segunda colocação.

Arsenal e PSG ficam agora esperando o sorteio que acontecerá em Nyon na próxima segunda-feira para conhecerem os respectivos adversários nas oitavas de final. O mesmo acontece com o Ludogorets, que entrará na fase de 16 avos de finala da Liga Europa.

Com a classificação já garantida, o técnico do PSG, Unai Emery, valorizou a briga pela ponta e escalou quase todo o time titular, com cinco brasileiros: os zagueiros Marquinhos e Thiago Silva, o lateral-esquerdo Maxwell, o volante naturalizado italiano Thiago Motta e o atacante Lucas.

O Ludogorets também contou com cinco jogadores nascidos no Brasil na formação inicial. Foram eles os laterais Cicinho e Natanael, o meia-atacante Marcelinho e os atacantes Wanderson e Jonathan Cafu.

O PSG começou fazendo valer o mando de campo e o time de mais nome e sufocou na primeira parte da partida. Logo aos sete minutos da etapa inicial, Lucas tabelou com Ben Arfa e chutou forte para a defesa de Stoyanov. No rebote, Cavani tentou, e o goleiro salvou com o pé. Um minuto depois, após o escanteio, Marquinhos cabeceou para fora.

No entanto, quando teve uma oportunidade, o Ludogorets foi mais eficiente e abriu o placar. Aos 14 minutos, Natanael, ex-Atlético-PR, levantou, Misidjan apareceu entre Thiago Silva e Maxwell e cabeceou sem defesa para Aréola, fazendo 1 a 0.

Sem se desesperar, o PSG por pouco não empatou aos 19. Lucas fez fila, Thiago Motta tentou completar de letra, e a bola tirou tinta da trave direita.

Os visitantes continuavam à espreita, esperando um erro do adversário, que aconteceu aos 29. Em mais um escanteio, a bola foi desviada na primeira trave e chegou para Marcelinho, que não conseguiu arrematar como gostaria e mandou para fora.

A bola parada era arma dos dois lados, e, aos 34 minutos, foi Lucas quem bateu escanteio. Thiago Silva ganhou pelo alto e carimbou a trave. Na sequência, aos 38, Di María encheu o pé da entrada da área e Stoyanov.

Ciente de que só a virada daria a liderança do grupo, o PSG voltou do vestiário com tudo. Aos dez minutos, Di María recebeu na entrada da área e tentou o chute forte, mas Stoyanov se esticou todo e pegou.

Quatro minutos depois, Marcelinho vacilou na saída para o ataque e Di María levantou. Cicinho não conseguiu cortar, Cavani emendou uma bicicleta e empatou com um golaço.

O bonito lance do centroavante uruguaio deixou os donos da casa ainda mais empolgados, e a virada quase aconteceu aos 16. Meunier foi ao fundo pela direita e acionou Di María, que pegou de primeira, mas carimbou a zaga e ficou com o escanteio.

No melhor momento do atual tetracampeão francês na partida, a torcida recebeu um balde de água fria em jogada 100% brasileira. Aos 22, Marquinhos cochilou e perdeu para Jonathan Cafu, que cruzou para trás. Wanderson chegou batendo e superou Aréola, que até resvalou, mas não o suficiente para evitar o segundo do Ludogorets.

Não restou alternativa ao time anfirtião que não fosse partir para o tudo ou nada em busca de de dois gols. Aos 30 minutos, Matuidi limpou a marcação pela esquerda e rolou na marca do pênalti para Ben Arfa, que até pegou bem na bola, mas ela desviou e saiu. No minuto seguinte, Thiago Silva cabeceou outra vez na trave depois de um escanteio.

A insistência culminou com um novo empate, aos 45 minutos. Marquinhos lançou na ponta esquerda procurando por Kurzawa, que dominou mal, mas acabou acionando Di María. O meia argentino tocou com categoria no cantinho e empatou em 2 a 2.

A virada quase aconteceu aos 48, mas o goleiro do Ludogorets salvou. Jesé recebeu e cruzou buscando Cavani, mas Stoyanov se antecipou e tirou com um tapa.

No St. Jakob Park, na Basileia, o jogo foi todo de Lucas Pérez, que demonstrou bom posicionamento e faro de gol para balançar a rede duas vezes só no primeiro tempo. Logo aos oito minutos, Gibbs aproveitou a falha da zaga e cruzou rasteiro para o espanhol completar.

Minutos depois, aos 16, Gibbs apareceu na ponta mais uma vez e agora tentou o chute. O goleiro Vaclik deu rebote e Pérez marcou mais um.

O chamado "hat-trick" ficou completo aos dois minutos da etapa final. Gibbs fez o desarme na linha de meio-campo e lançou Sánchez. O chileno errou o domínio, mas, atento, Pérez pegou a sobra e chutou cruzado para assinalar o terceiro.

O quarto, marcado aos oito minutos, foi uma aula de contra-ataque dos 'Gunners'. Sánchez lançou na ponta até Özil, que tocou para o meio da área. Iwobi, que iniciara a jogada ainda no campo de defesa, apareceu para concluir e transformar o placar em goleada.

Coube a Doumbia marcar o gol de honra do Basel, aos 33 minutos, quando o camisa 88 driblou Koscielny, trocou passes com Janko e tirou de Ospina com um arremate colocado.



Ficha técnica:.

Paris Saint-Germain: Aréola; Meunier (Aurier), Marquinhos, Thiago Silva e Maxwell (Kurzawa); Thiago Motta, Matuidi e Di María; Ben Arfa, Lucas (Jesé) e Cavani. Técnico: Unai Emery.

Ludogorets: Stoyanov; Cicinho, Plastun, Moti e Natanael; Dyakov, Anicet Abel e Marcelinho (Gustavo); Misidjan (Lukoki), Wanderson (Keserü) e Jonathan Cafu. Técnico: Georgi Dermendzhiev.

Árbitro: Tasos Sidiropoulos (Grécia), auxiliado pelos compatriotas Damianos Efthimiadis e Polychronis Kostaras.

Cartão amarelo: Thiago Motta (PSG).

Gols: Cavani e Di María (PSG); Misidjan e Wanderson (Ludogorets).

Estádio: Parc des Princes, em Paris.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo