Esporte

Fifa bane ex-técnico de Togo e ex-dirigente do Zimbábue por fraude em jogos

08/12/2016 13h06

Redação Central, 8 dez (EFE).- A Câmara de Resolução da Comissão de Ética da Fifa baniu nesta quinta-feira do futebol o ex-técnico da seleção de Togo Banna Tchanile e o ex-dirigente da Federação do Zimbábue Jonathan Musavengana, ambos acusados de manipulação de resultados em partidas disputadas em 2010.

Além disso, o ex-presidente da Federação da África do Sul Kirsten Nematandani foi suspenso pelo órgão por cinco anos, diante das mesmas alegações, de violar o Código de Ética, de acordo com comunicado divulgado hoje.

Tchanile e Musavengana, que não disponibilizaram formas de a Fifa entrar em contato para envio dos termos da punição, tiveram o banimento tornado público, de forma excepcional, pelo site da entidade.

As três punições estão relacionadas com amistosos entre seleções disputados na África do Sul em 2020. As investigações foram iniciadas em setembro deste ano foram conduzidas pelo vice-presente da Câmara de Investigação da Comissão de Ética, Djimrabaye Bourngar. EFE

omm/bg

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo