Esporte

Infantino quer tolerância zero contra casos de abusos sexuais no futebol

08/12/2016 13h42

Redação Central, 8 dez (EFE).- O suíço Gianni Infantino, presidente da Fifa, pediu nesta quinta-feira que haja "tolerância zero" contra os abusos sexuais contra jovens jogadores e se comprometeu a buscar fórmulas para a entidade evitar novos casos.

"É preciso enfrentar isso com muita seriedade. Deve haver tolerância zero, na perspectiva do futebol e também na criminal", disse o dirigente à imprensa de Cingapura, país que está visitando nesta semana.

As declarações acontecem depois de que a Federação Inglesa de Futebol (FA) tenha iniciado investigação após denúncias feitas por mais de 300 pessoas, que se disseram vítimas de abusos sexuais enquanto atuavam em divisões de base de clubes do país, cometidos por técnicos e olheiros.

"Os que forem culpados por abuso de crianças precisam ser punidos muito seriamente. Eles têm que ficar longe do futebol, sem dúvida alguma, mas no plano criminal, também precisam receber alguma pena", garantiu Infantino.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo