IAAF manifesta apoio integral ao texto da 2ª parte do relatório McLaren

Redação Central, 9 dez (EFE).- A Federação Internacional de Atletismo (IAAF) manifestou apoio nesta sexta-feira a segunda parte do relatório McLaren, divulgada mais cedo em Londres e que aponta para o envolvimento de mais de 1.000 atletas russos em práticas de doping patrocinadas pelo governo do país.

"A IAAF está de acordo com o professor (Richard) McLaren de que é hora de acabar com a manipulação. E por esse motivo, cooperou estreitamente com a Wada (Agência Mundial Antidoping) e vai seguir fazendo isso", aponta comunicado divulgado pela entidade.

De acordo com a lista que o especialista da Western University, do Canadá, enviou à IAAF, "mais da metade dos atletas de elite já foram punidos ou estão sujeitos a expediente disciplinar".

A federação de atletismo lembrou que está fazendo a reanálise de amostras armazenadas desde 2007. De acordo com a entidade, na semana que vem serão apresentados os resultados dos exames feitos nos controles do Campeonato Mundial de Atletismo de 2011, em Daegu.

O presidente da IAAF, Sebastian Coe, lembrou que a entidade está "na frente antidoping desde 1928", quando se transformou na primeira federação que proibiu o uso de substâncias ilegais no esporte.

UOL Cursos Online

Todos os cursos