Esporte

Alan Ruschel e Rafael Henzel voltarão ao Brasil nos próximos dias

10/12/2016 19h21

Medellín (Colômbia), 10 dez (EFE).- O quadro de saúde do lateral-esquerdo Alan Ruschel e do jornalista Rafael Henzel, dois dos sobreviventes da queda do avião da Chapecoense no último dia 29, evolui satisfatoriamente, e os dois voltarão ao Brasil nos próximos dias, segundo os médicos que os atendem na Colômbia.

"Estamos organizando a logística para a mudança nos próximos dias de Alan e Rafael", informou o diretor médico do Hospital San Vicente Fundación de Ríonegro, Ferney Rodríguez, em entrevista coletiva.

O especialista não descartou que o retorno dos dois sobreviventes que se recuperam na Colômbia aconteça na segunda-feira, mas esclareceu que depende da coordenação da logística e de um exame que será realizado no radialista para determinar se o estado clínico de seu pulmão permite a viagem.

"Faremos uma tomografia de controle para ver como está seu estado pulmonar para ir planejando toda a logística médica necessária para o momento no qual suas condições clínicas permitirem a mudança para o Brasil", detalhou.

Rodríguez se mostrou positivo quanto à mudança e anunciou que Henzel está em um quarto desde a noite de ontem. O médico relatou que o jornalista está tranquilo e com um estado respiratório "satisfatório". "O processo infeccioso pulmonar está sendo controlado. E a evolução da fratura do pé direito é adequada", acrescentou.

Quanto a Alan Ruschel, o estado clínico permite ter o aval para voltar ao Brasil com todas as condições de segurança, pois continua evoluindo de maneira tranquila em seu quarto, e os especialistas estão controlando um processo infeccioso urinário.

No caso do zagueiro Neto, o atleta continua com "estrita vigilância" na Unidade de Terapia Intensiva, e um retorno ainda está distante, apesar da notável melhoria reportada no último dia.

"Completou 24 horas liberado do ventilador. Sua condição pulmonar continua sendo crítica, mas teve evidentes demonstrações de melhora, e estamos otimistas com sua evolução", declarou o diretor.

Embora também permaneça na UTI, o goleiro Follmann continua evoluindo. Após uma lavagem cirúrgica, não há o risco de ampliação da amputação na perna direita. As condições em relação à infecção são "aceitáveis e um pouco tranquilizadoras", embora ainda exijam vigilância diária.

Por fim, Rodríguez indicou que o estado pulmonar de Follmann também é tranquilizador e que os médicos começarão em breve uma melhor avaliação do estado de uma fratura da segunda vértebra cervical.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo