Esporte

Justiça francesa decide nesta 6ª feira se arquiva processo contra Benzema

15/12/2016 11h32

Paris, 15 dez (EFE).- O Tribunal de Apelação de Versalhes se pronunciará nesta sexta-feira sobre o processo do caso de chantagem denunciado pelo jogador Mathieu Valbuena, no qual o atacante do Real Madrid Karim Benzema, entre outros, é acusado.

Os advogados de Benzema, assim como os dos outros acusados, apresentaram um pedido de anulação - algo que a Promotoria se opõe - por considerarem que houve irregularidades na fase de investigação.

O atacante francês é acusado de ter sido cúmplice dos chantagistas, que em 2015 tentaram extorquir Valbuena em troca de não divulgarem um vídeo íntimo do jogador.

Valbuena recebeu uma ligação anônima em junho de 2015, na qual lhe pediam dinheiro em troca de não tornar público o vídeo de conteúdo sexual, obtido a partir de um de seus telefones celulares.

O jogador do Lyon denunciou o caso e a polícia, então, designou um de seus agentes para negociar com os chantagistas.

Na investigação, foram identificados Mustapha Zouaoui e Axel Angot como supostos autores da chantagem.

Vendo a possibilidade de não obter o dinheiro, os dois homens pediram - segundo a acusação - a Karim Zenati, amigo de infância de Bezema, que intervisse através do jogador do Real Madrid.

Após ser contatado por Zenati, o atacante conversou com Valbuena na concentração da seleção francesa, em 5 de outubro de 2015.

Segundo a acusação, Benzema tentou persuadir Valbuena para que desse dinheiro aos chantagistas, algo que o atacante nega, afirmando que seu único objetivo era ajudar seu companheiro de seleção.

Os problemas judiciais levaram ao afastamento de Benzema da seleção francesa desde dezembro do ano passado, o que deixou o jogador de fora da Eurocopa de 2016, na França.

Em outubro, o presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF), Noël Le Graët, afirmou ao jornal "Le Figaro" que o jogador podia voltar a ser convocado.

Entretanto, o atacante parece não estar nos planos do técnico, Didier Deschamps, que preferiu não convocá-lo.

A defesa dos acusados - além de Benzema há outras quatro pessoas envolvidas - considera que atuação do policial, que se passou por outra pessoa para identificar os chantagistas, incitou seus clientes a cometerem a infração, o que anularia o processo.

Às vésperas da decisão da justiça sobre a anulação do caso, um dos acusados, Younes Houass, deu uma entrevista à emissora "BFMTV" negando ter pedido dinheiro a Valbuena.

"Não pedi dinheiro, não correspondia a mim. Inclusive disse que para parar com esta história porque não ia a lugar nenhum. Mas o policial me pedia para continuar na confusão e me ofereceu 18 mil euros. Nesse momento minha resposta foi clara: disse não", afirmou Houass.

O acusado admitiu, no entanto, que esperava uma recompensa caso o vídeo fosse apagado, embora reitere que não tenha pedido, e sim recebido a oferta.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo