Esporte

Real Madrid joga para o gasto, bate América e vai à final do Mundial

15/12/2016 10h30

Yokohama (Japão), 15 dez (EFE).- Com mais polêmica envolvendo o recurso de vídeo, o Real Madrid fez o suficiente nesta quinta-feira para vencer o América, do México, por 2 a 0, e se garantiu na final do Campeonato Mundial de Clubes, que está sendo disputado no Japão, em que pegará o surpreendente anfitrião Kashima Antlers.

O primeiro gol da partida, que aconteceu no Estádio Internacional de Yokohama, foi marcado pelo atacante francês Karim Benzema, aos 47 minutos do primeiro tempo, em bela finalização, executada após o também ótimo passe do meia alemão Toni Kroos.

Em grande parte do confronto, o Real Madrid dominou a posse de bola e deu mais chutes a gol, 16 contra cinco do adversário. No fim da etapa complementar, o América até tentou se lançar mais ao ataque, buscando o empate que forçaria a prorrogação, mas não chegou a levar muito perigo.

Nos instantes finais, mais o recurso de vídeo entrou em cena de maneira polêmica, quando o atacante português Cristiano Ronaldo balançou as redes aos 48 do segundo tempo. O árbitro paraguaio Enrique Cáceres recebeu informação dos árbitros assistentes, checou as imagens e fez sinalização confusa.

Todos os jogadores mostraram que não entenderam o que acontecia, enquanto o juiz do confronto caminhou em direção ao grande círculo e colocou a bola no centro do campo, gesto que deixou claro que o primeiro gol do Bola de Ouro de 2016, para a revista 'France Football', na história dos Mundiais de Clubes.

Ontem, no primeiro tempo da vitória do Kashima Antlers sobre o Atlético Nacional, os árbitros responsáveis por acompanhar imagens do jogo, interferiram depois de flagrar uma falta do atacante Orlando Berrío no zagueiro Daigo Nishi, que o árbitro húngado Viktor Kassai, assim como seus auxiliares, não viu.

O lance, no entanto, teve polêmica, devido a posição duvidosa do jogador do Kashima Antlers que sofreu o pênalti. Alheio a tudo isso, o meia Shoma Doi ficou encarregado da cobrança, deslocou o goleiro argentino Franco Armani e abriu o placar aos 33 minutos.

Três brasileiros disputaram a totalidade da partida em Yokohama, o lateral-esquerdo Marcelo e o volante Casemiro, que avançam à final com o Real Madrid, e o meia William da Silva, ex-Palmeiras, pelo América. Além disso, o lateral-direito Danilo e o zagueiro naturalizado português Pepe ficaram no banco do time espanhol.

Neste domingo, também no palco da semifinal disputada hoje, acontecerá a decisão do título, em que os campeões de 2014 enfrentarão o Kashima Antlers, que veio da fase preliminar, passou por Auckland City, da Nova Zelândia, Mamelodi Sundowns, da África do Sul, e Atlético Nacional, da Colômbia.

Derrotado hoje, o América encarará o campeão da Taça Libertadores em duelo pelo terceiro lugar, também no domingo. A equipe busca a melhor posição na história do torneio, superando o quarto lugar obtido em 2006.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo